free web
stats

Takargo a caminho da sustentabilidade

Takargo_2Paulo Moutinho Neves administrador da Tertir, Grupo Mota-Engil, foi um dos oradores convidados do Seminário “Sector Portuário: Que estratégia? Que modelo? Que investimento?”, ocorrido no  passado dia 18 de Março. A recente publicação da agenda para a implementação de um novo sistema de gestão e regulação no sector portuário por parte da Tutela, motivou a iniciativa e debate promovido pela Fernave.

À margem do seminário, em declarações à webrails.tv, Paulo Moutinho Neves revelou que a Takargo tem vindo a crescer num caminho assente na estabilidade, “recuperamos de prejuizos muito significativos e estamos, julgamos nós, a caminho da sustentabilidade da empresa”, num balanço de 2013 que já considera positivo.

. A webrails.tv recolheu um curto depoimento junto de Paulo Moutinho Neves sobre o operador ferroviário Takargo, do Grupo Mota-Engil,  peça essencial nas soluções de Intermodalidade da Tertir.
.

A Takargo actualmente apresenta-se para cerca de oito serviços com frequências nem sempre regulares. Transporta Biodisel, madeira, sucata, alguns contentores e caixas móveis. Mas, desde que solicitada, pode oferecer outras soluções, dentro da península Ibérica.

No seminário, pese embora ainda não terem sido divulgadas as bases para a revisão das concessões portuárias já existentes, e as linhas gerais para o novo modelo de governação dos portos por parte do Executivo, o auditório da Fernave em Lisboa ficou composto.  O interesse do tema justificou a presença de vários  players do setor, como a CP, REFER, PORLIS, VTM, TCGL, ETE, AETPL, CIMPOR, entre outros.

Intervieram como oradores no seminário “Sector Portuário: Que estratégia? Que modelo? Que investimento?”, Crespo Carvalho, ISCTE/INDEG; Vítor Caldeirinha, APP; Carlos Vasconcelos, MSC; e Paulo Moutinho Neves, Mota-Engil, tendo a moderação sido conduzida por Fernando Gonçalves, da Transportes & Negócios.

Rui Ribeiro

Artigo Completo de acesso reservado AQUI