free web
stats

Liga dos Campões em marcha nos carris

vilarFormosoA capital portuguesa recebe amanhã a final UEFA Champions League, um troféu de prestígio que vai ser disputado  por dois clubes de futebol espanhois  da cidade de Madrid. O tranporte de adeptos de Atlético de Madrid e  Real Madrid até Lisboa promete ser grande e  ficar na memória. Um fluxo que os caminhos de ferro não deixaram de aproveitar, reservando para sí um papel de destaque na mobilidade do evento.

A ponte entre Portugal e Espanha por caminhos de ferro compreende sete circulações, e tem a garantia do operador ferroviário  português  Comboios de Portugal (CP) e espanhol  RENFE. De acordo com a CP, a oferta de comboios especiais assenta cinco composições, a que se junta o regular Lusitânea, e um novo conceito RENFE. Das cinco composições especias previstas, duas estão reservadas para adeptos do clube de Ronaldo  e outras duas para os adeptos do Clube de Tiago, sendo a composição mista, que sobra dos 5 comboios, a que irá transportar adeptos dos dois clubes. A capacidade dos 5 especiais supera os dois mil lugares.

Para além dos especiais existe a oferta regular que sai de Lisboa com destino a Madrid e Hendaye. Um comboio diário que resultou da fusão do Sud Expresso com Lusitânia Comboio Hotel . Sobre o Lusitânia fonte da CP avança  “o comboio Lusitânia regular, nestes dias terá também um reforço de capacidade, sendo que é expetável que muitos dos passageiros tenham como motivo de viagem também o final da Liga.” Destacando ainda a presença, no quadro do evento, de um conceito Premium  “com características e percurso diferentes”. O conceito Train & Breakfast , um produto RENFE que evoca o espirito de uma viagem de Cruzeiro e a replica  nas viagens ferroviárias. Produto que aproveita a final dos campões para estender o conceito a Portugal, com proposta Madrid-Lisboa-Porto-Madrid de dois dias e três noites, entre 23 e 26 de Maio.

A operação mobiliza também a REFER, para o gestor de infraestrutura trata-se de uma situação normal, e refere que existe capacidade de resposta para responder às solicitações. E vê a situação sem desafios no que é a responsabilidade  em disponibilizar canal horário, para o gestor o excepcional  revela-se no grau de solicitação que não é habitual, e onde alguma regularidade “excepcional” seria bem vinda para valorizar a taxa de uso.

Gestão que ao nível logístico vai abrir  via verde para as circulações no serviço de passageiros, embora com algumas limitações ao nível das marchas na linha da Beira Alta .  A operação comporta mudança de locomotiva na Estação de Vilar Formoso entre RENFE e CP – Comboios de Portugal, com a troca da tracção diesel do lado espanhol para tracção eléctrica das locomotivas Siemens CP 5600 do lado português. Os comboios nocturnos e diurnos vão apresentar cadência de circulação de meia hora entre composições. O destino definido das composições especiais para Lisboa vai variar consonte a filiação dos adeptos. O  Real, com partida da Estação de Chamartín ruma a Lisboa Santa Apolónia. O Atlético vindo da Estação de Atocha Cercanías fica em Lisboa Oriente. O parquemamento do material tem previsto ser distribuido entre Lisboa Santa Apolónia e o Terminal da Bobadela.

Rui Ribeiro