free web
stats

CP kids ao encontro do Caminho de Ferro

cpkids

CPkids

O operador Comboios de Portugal desenvolve de Janeiro a Maio um conjunto de actividades que caracterizam o caminho de ferro para os mais novos, desde a visita a uma estação, ao trabalho como arquivista. As inicitivas estão inseridas no projecto CPKids, e destinam-se a escolas para alunos entres os 6 e os 14 anos de idade.

Na actividade de visita a estações, é possível passar pelo Rossio e Santa Apolónia, em Lisboa, ou São Bento no Porto. O ponto de vista procura desvendar “alguns mistérios” que o olhar do dia à dia não dá conta. Ou mergulhar em 150 anos de história no Arquivo da CP e “ser um arquivista durante duas horas”, e carimbar, numerar e identificar “documentos que perduram no tempo”.

As propostas dirigem-se a escolas mediante marcação.

webrails.tv – Qual o interesse em desenvolver este tipo de iniciativas para o publico mais jovem?

CPKids – As propostas que temos desenvolvido para o segmento infantil / escolas, e que refere, enquadram-se num projeto anual iniciado em 2010, designado por Schooltrip CP.

Este Projeto pretende desenvolver iniciativas atractivas para comunicar o transporte ferroviário, junto dos professores e alunos.

Anualmente, o Projeto é apresentado no terreno a cerca de 100 escolas.

Das propostas que damos a conhecer, destacamos toda a rede de parceiros associados e que com a CP constituem uma oferta comercial e de lazer competitiva e diferente face aos outros modos de transporte, para além das atividades lúdico-pedagógicas desenvolvidas de raiz pela CP. Enquadram-se neste último grupo, o Jogo do Conhecimento e os Ateliers Um dia como arquivista, e Visitas guiadas às estações.

Subjacente a estas ofertas (Oficinas pedagógicas) esteve a noção de que a CP também pode constituir um destino de aprendizagem, dita não formal, isto é extra escola, a qual desempenha cada vez mais um papel importante na educação e formação de jovens.

Conscientes de que a temática ferroviária desperta interesse e curiosidade, as “visitas guiadas às estações “ proporcionam de uma forma informal a consolidação de conhecimentos teóricos (temáticas abordadas em História; Geografia, Educação Visual) contribuindo para a sua aplicação no concreto.

Além disso, os visitantes são despertados para as diferentes funcionalidades dos espaços alargando horizontes quanto ao seu valor e interesse para o património nacional edificado.

“Um dia como arquivista” pretende de uma forma lúdica dar a conhecer uma actividade desconhecida da maioria.

As actividades propostas são diferentes daquilo que “ programas oficiais” costumam oferecer e desenvolvem-se em cenários originais que habitualmente não são considerados pelas instituições de educação como locais para actividades educativas.

Estas atividades são desenvolvidas directamente por colaboradores da CP e dentro da CP (excepto no caso das Visitas guiadas às estações).

webrails.tv – Que reacção desperta, e o que os cativa mais ao nivel das inicitivas desenvolvidas?

CPKids – As reações dos que já participaram têm sido muito positivas: começam por ser de surpresa e continuam a ser uma descoberta diferente e original.