free web
stats

Filipe Nyusi promete reconstruir linha férrea no norte

mzMapPortsO candidato da Frelimo, Filipe Nyusi, às eleições presidenciais de 15 de Outubro, prometeu reconstruir a linha férrea Cuamba-Lichinga, um troço com 268 quilómetros, localizado na província de Niassa, norte de Moçambique.

Falando esta terça-feira num comício no distrito de Marrupa, província de Niassa, o candidato da Frelimo (Frente de Libertação de Moçambique) prometeu reconstruir a linha férrea Cuamba-Lichinga. Momento em assumiu conhecer os planos de reabilitação do troço, uma vez que exerceu o cargo de director da região norte na empresa Caminhos de Ferro de Moçambique (CFM), a companhia pública moçambicana gestora do sistema ferro-portuário do país.

“Os planos foram desenhados e eles serão implementados, porque, quando a Frelimo promete, cumpre”, afirmou Filipe Nyusi.

A linha férrea Cuamba-Lichinga foi construída ainda no tempo em que Moçambique era colónia portuguesa, mas ficou danificada devido a constantes sabotagens durante a guerra civil de 16 anos, terminada em 1992.

A última avaliação sobre o custo de reconstrução da ferrovia, feita em 2011, estimava o orçamento necessário em 110 milhões de dólares e, na altura, o Ministério dos Transportes e Comunicações indicou não dispor de verbas para a empreitada.