free web
stats

Conjuntura do Sector dos Transportes e Comunicações mobilizou ORTs

plenarioA Casa do Alentejo, em Lisboa, acolheu hoje um plenário de representantes dos trabalhadores do Sector dos Transportes e Comunicações. O processo em curso, que prevê a privatização de empresas do sector público, a prestação do serviço público e a qualidade do trabalho, foram os temas que mobilizaram o encontro de Sindicatos e Comissões de Trabalhadores.

No quadro de debate promovido pelo plenário, o projecto do Governo que prevê a privatização de empresas que ainda se encontram na esfera do sector público, José Manuel Oliveira, Secretário da Fectrans, destacou ” estivemos a analizar, em função daquilo que se passa em cada uma das empresas, o que podem ser as consequências deste plano. Que aliás já tem dois concursos abertos, um no Metro do Porto e outro nos STCP. O que é que pode ser este plano e o que é que pode ter de negativo para os trabalhadores, para os utentes e para o país. E é nesse contexto que vimos que é importante haver uma intervenção sindical do ponto de vista da denúncia daquilo que é o argumento do governo para justificar estas medidas. Mas por outro lado promover um envolvimento dos trabalhadores numa perspectiva de defender o essencial. E para nós o essencial passa por defender um serviço público de qualidade e seguro, para os utentes num quadro de empresas públicas, porque só essas garantem um serviço de qualidade e seguro com menos custos para o país. Portanto que ao contrário daquilo que o Governo está a afirmar, este modelo irá acentuar acentuar os prejuizos para a empresas públicas e mais custos para o país”

.

O Sindicato Nacional dos Trabalhadores do Sector Ferroviário (SNTSF) foi uma das ORTs presentes  no Plenário promovido pela Fectrans. A webrails.tv aproveitou para falar com Abílio Carvalho, secretário do SNTSF, sobre a presença do sector ferroviário no plenário.

.

Do ponto de vista da acção, do plenário, saíram duas linhas de intervenção. ” Uma com a movimentação e mobilização dos trabalhadores, nos dias 14, 15, e 16 de Outubro, com o máximo de lutas que for possível e cada empresas. A juntar depois a terminar numa acção de estruturas e trabalhadores do sector em moldes ainda a desenvolver. Uma acção de rua. E outra, é uma linha voltada para os utentes, nomeadamente nos dias 9 e 10 de Outubro, num prespectiva  de perceberem também, compreenderem, que está também é a sua luta. E com este modelo, e com estas medidas, são os seus interesses enquanto utilizadores dos transportes que podem estar em causa.” avançou o responsável da Fectrans.

O plenário, promovido pela Fectrans, contou com a participação de ORTs, de empresas como a CP Comboios de Portugal, CP Carga, EMEF, Refer, Transtejo, Carris, Metro de Lisboa, STCP, TAP, entre outras. Estiveram presentes mais de três dezenas de organizações representantes dos trabalhadores. O Encontro contou ainda com a presença do Secretário Geral da CGTP, Arménio Carlos, que encerrou a sessão.

Documento Aprovado no Plenário AQUI