free web
stats

Espaço L promove Mostra de Cinema ferroviário

O comboio cinema cartaz para a net p“O Comboio no Cinema” é o mote para o Espaço L promover uma Mostra de Cinema Ferroviário em Outubro. A sessão, assente no imaginário do Caminho-de-ferro, encontra-se agendada para o próximo dia 11 de Outubro pelas 15,30h  no espaço da Antiga Estação do Lavradio.

Para a primeira edição estão escalados dois filmes. O documentário “Ferroviários”, composto por depoimentos de antigos trabalhadores do Caminho-de-ferro do Barreiro. E uma  longa-metragem francesa ambientada na Segunda Grande Guerra, “La Bataille du Rail”, de René Clément, 1946.

Sobre a iniciativa, o colectivo de associações que forma o Espaço L e organiza este “O Comboio no Cinema”, avançou em comunicado: ” que o objectivo desta mostra é sensibilizar a população sobre a realidade ferroviária que faz parte da história e da memória do povo do Barreiro, nos seus diferentes aspectos da cultura material e imaterial.”

Para as três entidades, a ferrovia no Barreiro encerra um legado singular, composto por diferentes testemunhos. Onde arquitectura, antropológia e sociológica, enquadraram: “vivências quotidianas, ofícios, saberes, profissões, modos de estar, sentir e viver.”  Uma herança importa promover  para “estimular a transmissão do património cultural e da memória social às gerações futuras”, refere ainda em comunicado.

 

.

Neste contexto, interessa valorizar e preservar para o futuro, o legado da cultura ferroviária, como um dos pilares fundamentais da identidade cultural dos barreirenses.

Esta primeira sessão é dedicada aos Ferroviários com um documentário (“FERROVIÁRIOS” Testemunhos de uma vida) baseado em recolha de testemunhos de ferroviários barreirenses de várias profissões que relatam o seu percurso profissional, os saberes e a sua visão dos comboios no Barreiro.

O segundo filme (La Bataille du Rail (René Clément, 1946) relata a luta dos ferroviários dos caminhos de ferro franceses contra a ocupação alemã: do transporte do correio, a sabotagens de diversa ordem. A  participação dos ferroviários na Resistência foi total. E, no dia do desembarque em Junho de 1944, prestaram um apoio precioso aos aliados.
Rodado no final da guerra e com actores não profissionais, este filme é um grande clássico do cinema pós guerra e uma homenagem a todos os ferroviários anónimos que contribuíram para a libertação da França.

.

No organização da Mostra de Cinema ferroviário estão o MOVIMENTO CÍVICO DE SALVAGUARDA DO PATRIMÓNIO FERROVIÁRIO DO BARREIRO, a ASSOCIAÇÃO BARREIRO, PATRIMÓNIO MEMÓRIA E FUTÚRO, e a ASSOCIAÇÃO COLECTIVIDADES CONCELHO BARREIRO.