free web
stats

A importância dos Caminhos-de-Ferro na Logística de Guerra

cecAjuda01O Clube de Entusiastas do Caminho de ferro (C.E.C.) e a Escola do serviço de Saúde Militar promovem no próximo  dia 22 de Outubro a Conferência “Portugal na I Guerra”. A dinamização da Conferência está a cargo de Jorge Trigo, num dia que conta também com a inauguração de uma exposição ferroviária no Quartel de Campo de Ourique.

O evento junta entusiastas e militares no assinalar do centenário da I Grande Guerra, procurando evocar o papel de Portugal e do caminho de ferro no teatro de operações do primeiro acontecimento bélico à escala mundial. O conflito mobilizou várias nações, tendo Portugal tomado posição em defesa dos territórios ultramarinos, e da aliança com Inglaterra.

A Escola do Serviço de Saúde Militar, no Quartel de Campo de Ourique, acolhe a Conferência “Portugal na I Guerra”, e a Exposição “Os Caminhos de Ferro em Portugal – Séc. XIX e XX”.

O lugar escolhido acaba por ser também um lugar simbólico, o quartel foi a última casa do Batalhão de Sapadores dos Caminhos de ferro antes da extinção da Unidade na segunda metade dos anos 70 do Séc. XX. Para a participação portuguesa na I Grande Guerra foi constituído um Batalhão de Sapadores de Caminhos de Ferro, tendo embarcado para França 4 companhias, ficando subordinadas ao Corpo Expedicionário Português.

O programa para dia 22 assinala uma manhã com dois pontos fortes, às 10h00 a Conferência “Portugal na I Guerra”, com o associados do C.E.C. Jorge Trigo a introduzir o tema com a comunicação “A importância dos Caminhos-de-ferro na logística de Guerra”. E pelas 11h30 uma visita guiada pelo Quartel, seguida da inauguração da Exposição “Os Caminhos de Ferro em Portugal – Séc. XIX e XX”, no auditório da Escola. 

Um evento atento e oportuno no ano em que se assinala um Século passado desde o inicio das hostilidades, destacando o papel do Caminho-de-ferro e Portugal no conflito.