free web
stats

CFL comemora 126 anos

Angola_MapO Caminho-de-Ferro em Angola e o Caminho-de-Ferro de Luanda (CFL) celebram hoje, 31 de Outubro, o seu 126º aniversário. Para assinalar a data o CFL procede à inauguração do Posto de Comando da Circulação, e lança o Código de Ética.

Mas o assinalar da data já teve inicio por parte do operador ferroviário do primeiro Caminho-de-ferro de Angola. No passado dia 28, atendendo à data, o Conselho de Administração do CFL organizou  o “1º ENCONTRO DE QUADROS DO CFL”.

“Este é o 1º Encontro de Quadros da CFL-EP, restrito hoje aos nossos dirigentes, técnicos, assessores e consultores. A minha ambição é, futuramente, alargar e enriquecer esta reunião com um quadro amplo de diversificadas participações (Estruturas do Estado, Empresas, Universidades, Administrações locais) que contribuam para reforçar a nossa cultura ferroviária e o rigor e o profissionalismo que permitam ser alcançada a AUTONOMIA TÉCNICA que, como dirigentes angolanos, temos a obrigação de permanentemente procurar, assegurando a futura perenidade e prosperidade para o caminho-de-ferro de Angola”, referiu a propósito do encontro o presidente do Conselho de Administração Celso Rosas, no discurso de abertura.

Tendo ainda sublinhado no discurso três áreas que defeniu como prioritárias na operação do CFL. A Gestão e Manutenção das Infraestruturas,  onde destacou via, a sinalização, as comunicações, as estações, e a circulação ferroviária. O Transporte de Passageiros e Mercadorias, e a necessidade da disponibilidade de uma Oferta com níveis de serviço que sejam fiáveis, competitivos e seguros. E os Serviços Partilhados, onde evidenciou a necessidade deo envolvimento conjunto de estruturas não operacionais para assegurar a eficácia e racionalidade económica.

De referir a sobre a entrada em operação do Posto do Comando Central da Circulação, que conta com operadores que foram formados pela Fernave.

O Caminho de Ferro de Luanda liga Luanda, a capital de Angola, a Malanje. O dia 31 de Outubro assinala os 126 anos da entrada em funcionamento do 1º troço de linha do então Caminho-de-Ferro do Ambaca (Cuanza Norte) em 1888, ligando o Bungo à Funda (Luanda), numa extensão de 45 quilómetros. Troço encerrado na actualidade.

Actualmente, o CFL transporta em média 10 mil passageiros/dia, com preços de bilhetes a oscilarem entre 30 Kwanzas, o suburbano, e 200 Kwanzas o comboio expresso.