free web
stats

CFB no caminho dos minérios dos países vizinhos

CFBcaaO ministro dos Transportes de Angola, Augusto da Silva Tomás, destacou nesta quinta-feira, em Luanda, o papel que se abre aos Caminhos de Ferro de Benguela (CFB) com a chegada ao município de Luau (Moxico), na fronteira com a República Democrática do Congo.

A Zâmbia, a RD Congo e outros países da região estão interessados na ligação ferroviária com Angola, para  o escoamento de minérios até ao Porto do Lobito”, salientou o governante, que falava no fórum sobre “Importância da Internacionalização e Exportação de Empresas  Angolanas”.

Disse que em relação à República Democrática do Congo, existe muito interesse na extensão da linha  ferroviária, pois evitará que os minérios produzidos em Catanga (RD Congo) percorram milhares de quilómetros para chegar à Moçambique, África do Sul e Tanzânia, de onde são exportados.

A construção do Caminho de Ferro de Benguela, que sai do Lobito (Benguela) ao Luau, teve início a 1 de Março de 1903 e ficou concluída a 2 de Fevereiro de 1929. Na actualidade o corredor apresenta uma extenção de 1344. Com a abertura à circulação de tráfegos dos países vizinhos espera-se o fortalecimento da economia da África Austral.