free web
stats

Lançados estudos para o 3º carril

MAPrailfreightCorridorsNo âmbito de promover as ligações ferroviárias de Portugal e Espanha com a Europa, respondendo ao compromisso europeu de desenvolvimento de uma rede transeuropeia de transportes (RTE), a REFER foi incumbida de realizar estudos com vista à implementação de infraestrutura de três carris.

O gestor tem como desafio criar condições para o desenvolvimento de linhas interoperáveis, que em Portugal devem passar pelo recurso ao 3º carril, e apresentar soluções ao nível de normas técnicas para a catenária,  compatibilidade electromagnética, sinalização e via. ” Estas normas estabelecerão os parâmetros e as regras que contribuirão para preparar o projecto pormenorizado das futuras obras de construção “,  para ir ao encontro do ” novo modelo de rede interoperável no espaço comum europeu”, destaca a REFER.

O projecto enquadra-se no programa RTE, e deverá responder ao fortalecimento dos corredores multimodais para desenvolvimento da rede transeuropeia de transportes, que mitigue os constrangimentos ibéricos, e em particular de Portugal nas ligação ferroviárias externas.

Uma solução, que no quadro Português, pode passar pelo recurso à via algaliada de três carris,  ” linhas interoperáveis, adaptadas às especificidades dos diferentes tipos de transporte, podendo optar-se por vias separadas, com bitola de 1435 mm e de 1668 mm, ou por uma via única, preparada para a utilização simultânea das duas bitolas. Assim, as soluções a ponderar no caso de Portugal incluem o recurso à solução tecnológica dos três carris “, assinala o gestor.

De assinalar que o estudo tem um custo de 800 mil euros, com comparticipação da Comunidade Europeia através do programa TEN-E em 50% .