free web
stats

The Navigators – Já vi este filme e não acaba bem

Photo0121Foi um auditório composto o que acolheu, nesta segunda feira, a exibição do filme The Navigators, e um excerto da entrevista do realizador Ken Loach para um documentário a propósito do filme. A proposta ” Já vi este filme e não acaba bem” para o visionamento partiu da plataforma de organizações representativas dos ferroviários como forma de dar sentido ao termo privatização.

Embora sendo um filme de ficção e a ferrovia um pretexto para interpretar o devir da sociedade, a ferroviária Catarina Cardoso, começou por explicar na introdução do visionamento que o argumento foi escrito por um ferroviário que viveu o processo de privatização do sector. A exibição de The Navigators vem encontrar uma conjuntura portuguesa de aceleração do processo de privatizações e subconcessões no sector público de transportes por um Executivo acossado com o fim da legislatura.

Bruno Dias esteve presente na sessão, e a webrails.tv aproveitou para recolher a impressão do Deputado do PCP:

The Navigators, apresenta-se como um retracto relevante, que permite caracterizar o processo de privatização ferroviário inglês segundo o quotidiano de trabalho via e obras, e fazer pontes para um processo que em Portugal tem vindo a ser aplicado paulatinamente.

Mas o filme assume-me como um alerta para a visão sustentada na regulação em ambiente de serviço publico privatizado, defendida pelo Executivo, a começar na elasticidade do conceito Segurança. O filme passa o termo como premente a corte com vista a custos baixos para ” ganhar contractos”, trabalho qualificado precário e subcontratado via “ligação da agência”,  mão de obra não qualificada para um sector com regras “já trabalhamos no sector, fizemos o chão do cais de uma estação”, e flexibilidade para promover a mudança, “somos 6, mas são necessários oito para fazer com segurança, vamos fazer com seis”.

Áudio da conversa final disponível AQUI