free web
stats

Linha do Minho avança com electrificação

valencaDN_05

img: Daniel Nogueira

A REFER lançou o Concurso Público para a contratação da empreitada de Conceção/Construção da Subestação de Tração Elétrica, no âmbito da Eletrificação e Reabilitação do troço Nine – Viana do Castelo – Valença, da Linha do Minho.

O preço base do concurso é de 4,5 milhões de euros, e o prazo de execução da empreitada de 870 dias de calendário, estimando-se que tenha início no final de 2015.

Esta nova subestação de tração, localizada em Vila Fria – concelho de Viana do Castelo, visa a alimentação de energia elétrica ao troço Nine-Valença, no âmbito do projeto de modernização da Linha do Minho, que tem como principal objetivo criar condições para tornar o serviço ferroviário mais competitivo quer na ligação internacional à Galiza, quer nas ligações inter-regionais e regionais Grande Porto – Minho, através da melhoria das condições de segurança e de operação da linha, respondendo ao potencial de crescimento da procura nas relações entre as regiões abrangidas e de crescimento da quota de mercado do modo ferroviário.

As intervenções previstas estão alinhadas com o objetivo nacional de reforço estratégico da ligação ferroviária Porto-Vigo, reafirmada na XXV e na XXVI Cimeiras Luso-Espanholas realizadas em maio de 2012 e em maio de 2013, respetivamente.

O projeto de modernização do troço Nine-Valença, da Linha do Minho, com cerca de 92 km de extensão, inclui ainda a eletrificação, a instalação de sistemas de sinalização eletrónica, telecomunicações e controlo de velocidade, a intervenção em estações tendo em vista o cruzamento de comboios com 750 metros, intervenções diversas na via e obras de arte, destacando-se a estabilização de taludes e intervenções nos túneis de Seixas e de Gondarém, bem como a supressão de passagens de nível com um investimento total estimado de 84milhões de euros, a concluir até 2019.

refer