free web
stats

Passeio ferroviário a Sines, inscrições até 31 de Agosto

img: Nuno Morão

img: Nuno Morão

O prazo limite de inscrição para o passeio ferroviário entre Lisboa e Sines termina no próximo dia 31 de Agosto. A iniciativa aproveita para recuperar o entusiasmo das viagens por caminhos de ferro em comboios especiais, e embora organizada pelo movimento associativo de mote ferroviário, encontra-se aberta a quem estiver interessado e tenha curiosidade em experimentar passear de comboio, e visitar Sines.

A dinamizar este passeio ferroviário num comboio fretado para o efeito, que acontece já dia 26 de Setembro, estão a Associação Portuguesa de Amigos dos Caminhos-de-ferro (APAC) e o Clube de Entusiastas dos Caminhos-de-ferro (CEC). E embora um passeio até Sines não seja inédito na vida associativa, a deslocação até aquela cidade alentejana, acaba por ser na actual conjuntura um dos pontos mais apelativos da proposta. Pontos que passam também por ser uma viagem realizada num comboio reservado para o efeito, Automotora Eléctrica da Série 2240, e a oportunidade de visitar Sines usando o transporte ferroviário.

 

. A introduzir o passeio ferroviário junto da webrails.tv esteve António Brancanes dos Reis, presidente da APAC, que adiantou a proposta e detalhes que vão marcar esta saída.

O passeio a Sines será também um momento de festa para a APAC, a associação fundada em 1977 comemora em 2015 o seu 38º aniversário. A data será assinalada pelos associados em Sines com um almoço convívio.

.

 

De acordo com o horário avançado pelas associações, a saída está prevista para as 10h24 da Estação de Lisboa Santa Apolónia. Chegada a Sines pelas 13h17, e regresso a Lisboa quando faltar 1 minuto para as 17 horas. A chegada a Lisboa está prevista para as 20h10. A paragem para as fotografias em Alcácer do Sal acontece entre as 11h56 e as 12h06, e São Bartolomeu da Serra entre as 17h23 e as 17h33.

O limite mínimo de 100 pessoas necessárias para a realização do passeio já foi alcançado, ultrapassando metade da ocupação da automotora (250 lugares) se forem somadas as pessoas que mostraram interesse, mas ainda não confirmaram presença, informou a organização, não deixando de sublinhar que com o número de inscritos válidos, a saída ” já está confirmada,” e vai acontecer. O número de participações foi alcançado através da contribuição das duas associações, outro marco de relevo na saída a assinalar. O passeio ferroviário a Sines será a primeira viagem conjunta das duas associações desde sempre.

Dar ainda conta, para justificar um dos pontos apelativos da proposta, que Sines deixou de ter serviço regular de passageiros por caminhos de ferro em 1990, situação que nos nossos dias abre uma paisagem inédita para quem tem hábito e gosta de viajar de comboio. Sobre a passagem pelo ramal reservado ao transporte ferroviário de mercadorias, a CP enquadra o comboio espacial: ” Quanto ao percurso no ramal de Sines, não existem questões especiais a assinalar, dado que se trata de um troço activo para mercadorias, a circulação de um comboio de passageiros requer apenas a solicitação ao gestor da infraestrutura de autorização e programação do canal horário pretendido pelos clientes, para o efeito. “

Em resumo, o ramal de Sines traduz-se num passeio em comboio especial com destino a uma paisagem ferroviária pouco acessível e diferente da oferta regular. Uma aposta com personalidade que promete pontos de interesse, como a oportunidade de conhecer a rede de ramais de Sines que serve empresas e a área portuária, num realidade ferroviária nacional onde existem cada vez menos pontos de interesse para serem descobertos ou redescobertos, com forte carga ferroviária e por caminho de ferro.

Para terminar lembrar que a participação de interessados no passeio não associados da APAC ou CEC é possível. Um primeiro momento para fazer parte do programa passa pelo contacto junto de uma das associações promotoras, e expressar o interesse em participar. O bilhete normal para não associados custa 38 euros, e crianças entre os 5 e os 13 anos pagam 13 euros. O valor do passeio não comporta almoço, é livre. No entanto, este poderá ser um assunto esclarecido junto da APAC ou CEC na inscrição.