free web
stats

“Caminhos de ferro” e “ferrovia” nas Jornadas Europeias do Património 2015

1348152591-Pousada  Freixo -004A lista de actividades gratuitas promovidas por entidades que se quiseram associar às Jornadas Europeias do Património 2015, este ano dedicadas ao Património Industrial, já se encontra disponíveis. Como vem sendo hábito, e ser ter a intenção de limitar a descoberta de potencias actividades de interessantes, deixamos algumas propostas para a agenda de 25, 26 e 27 de setembro, com mote em “Caminhos de ferro” e “Ferrovia”.

A sul, mais propriamente no Museu Municipal de Arqueologia de Albufeira,  surge a exposição que já passou por Faro: “Um olhar sobre os caminhos-de-ferro no Algarve” . A exposição convida no mês de Setembro a ” uma viagem pelo passado e presente da ferrovia da região. A chegada e posterior ampliação da linha férrea assumiram-se como fatores determinantes no desenvolvimento desta província, “ informa nota do Museu. Pode ser visitada no Museu Municipal de Arqueologia de Albufeira entre as 9h30 – 12h30, e as 13h30 – 17h30, mais informações via telefone 289 599 508, ou museu.municipal@cmalbufeira.pt .

Na Beira Baixa, em Castelo Branco, o Museu Francisco Tavares Proença Júnior desafia para o encontro com ” O Património Industrial da Cidade de Castelo Branco – A Rotunda das Locomotivas”. Para que servia e como funcionava a Rotunda das Locomotivas da Estação de Caminhos de Ferro de Castelo Branco vai ser o mote para uma visita guiada a 24 de setembro, pelas 17 horas. O ponto de encontro está marcado para a Estação da CP de Castelo Branco. Mais info: T. 239 701 391 ou mftpj@drcc.pt .

Na região de Lisboa APAC e CEC promovem, a 26 de setembro, um passeio ferroviário até ao Porto de Sines. ” Oportunidade única para conhecer a Linha de Sines, por onde apenas esporadicamente circulam comboios de passageiros, e a infraestrutura ferro-portuária do Terminal XXI, com visita guiada.”

Na Nazaré o Museu Joaquim Manso promove a 25 de setembro pelas 14h00 “Rotas patrimoniais/itinerários culturais “. Um conjunto de visitas com ponto de partida:  ” Valado dos Frades – O Património Industrial e Técnico do Concelho da Nazaré. “ A Estação de Caminhos de Ferro, integrante da Linha do Oeste, é um dos locais contemplados no passeio. A partida será junto ao Centro Cultural da Nazaré, pelas 14h00. Inscrição prévia na Câmara Municipal da Nazaré ou no Museu Joaquim Manso, ou pelos contactos: T. 239 701 391, mjmanso@drcc.pt .

A Ponte 25 de Abril vai ser uma das propostas para “Visitas guiadas/percursos orientados”, no dia 25 de setembro entre as 10h00-12h00. ” O percurso decorrerá pelo tabuleiro rodoviário e ferroviário, e será feita uma visita ao pilar de amarração da ponte público em geral Infraestruturas de Portugal e a APRUPP – Associação Portuguesa para a Reabilitação Urbana e Proteção do Património ISQ – Instituto de Soldadura e Qualidade Este evento iniciará com um breve enquadramento histórico da Ponte e com a ministração dos procedimentos de segurança a adotar em toda a visita. “ Mais info via geral@aprupp.org

Um Dia pelo Património Ferroviário do Barreiro acontece a 26 de setembro. A proposta parte da Câmara Municipal do Barreiro, Movimento Cívico Salvaguarda Património Ferroviário Barreiro, e Associação Portuguesa de Arqueologia Industrial: ” 10h00 Visita a diversos edifícios históricos ferroviários 12h25 Viagem de comboio Barreiro/Lavradio 12h30 Visita à Exposição Permanente – “Espaço L” estação Lavradio 13h00 Almoço convívio no “Cais Coberto” 15h30 Conversas / Património Ferroviário – Engº António Vieira A.P.A.I. 16h30 Visita ao Espaço Memória – Câmara Municipal do Barreiro.” Entrada livre mas sujeita a inscrição até 24 de setembro. Mais informações via T. 919 222 186, projectoespacol@gmail.com, ou patrimonioferroviariobarreiro@gmail.com .

Em Arco de Baúlhe,Cabeceiras de Basto, o Museu das terras de Basto/Núcleo Ferroviário de Arco de Baúlhe, promove a 25 de setembro, entre as 10h – 12h e as 14h30 – 17h00, visitas guiadas. A locomotiva como meio de transporte e evolução industrial será o mote para a descoberta de uma ” locomotiva construída em 1908 na Alemanha. Uma abordagem sobre a importância deste meio de transporte na evolução industrial. “ Contacto T. 253 666 350

Em Torre de Moncorvo, na antiga estação ferroviária, acontece nos dias 25, 26 e 27 de setembro um conjunto de actividades a reter:

- dia 25, pelas 17h00 A Linha do Vale do Sabor: Um Caminho de Ferro Raiano do Pocinho a Zamora, e ainda pelas 17h00, a inauguração das exposições: “Linha do Vale do Sabor. Futuro em Aberto”,”34 anos de abandono 34 fotografias”,”La raya rota”;

- dia 26,10h00, visita guiada à Ponte do Pocinho;

- dia 27, 16h00, apresentação do livro ” A Linha do Vale do Sabor-um caminho-de-ferro raiano…”. Projeção de um vídeo realizado em 1991 pelo engenheiro ferroviário Miguel Ângelo Carneiro Leão, intitulado “A última viagem sobre carris”. Recital de Poesia Ferroviária, projeção de uma diaporama realizada pelo professor Arnaldo Silva, “Saudades. Património Perdido”.

O programa tem a dinamização de Ribacvdana – Associação de Fronteira para o Desenvolvimento Comunitário e Câmara Municipal de Torre de Moncorvo.

O Museu Nacional Ferroviário (MNF), no Entroncamento, aproveita para lançar também um conjunto de actividades:

A 25 de setembro promove, entre as 13h00 – 18h00, a Maratona Fotográfica MNF. ” Um desafio aos entusiastas da fotografia e do caminho-de-ferro, esta iniciativa procura fomentar e desenvolver o gosto pela fotografia, sensibilizando para a valorização do património ferroviário, particularmente da coleção MNF, pela interpretação criativa dos espaços expositivos através da objetiva. “

No dia 26 com a sinopse: ” O caminho de ferro desempenhou um papel fundamental na civilização moderna, legando um acervo diversificado e surpreendente que abarca desde sólidas pontes e potentes locomotivas aos mais delicados serviços de chá. Na sua galopante expansão, a marca deixada pela ferrovia em Portugal é incontornável, “ o MNF promove uma palestras que acontece pelas 15 horas.

No dia 27 o Museu vai estar à conversa com com Mateus Brandão, ” Viajante, blogger e escritor, Mateus Brandão soma já inúmeras milhas pelo mundo, elegendo o comboio como o seu meio de deslocação por excelência. Apaixonado pelas grandes viagens de comboio, partilhará algumas das experiências e aventuras sobre carris que, diz, o fazem regressar sempre mais rico.” E o peddy paper Traincatcher .

A CP Comboios de Portugal surge também associada às Jornadas Europeias do Património de 2015

E para os dias 25, 26 e 27 de setembro, no âmbito da iniciativa, a CP anunciou que colabora com o Museu do Douro num programa para a região duriense. “A CP vai conceder 50% de desconto aos participantes inscritos nas jornadas, nas viagens, em comboio Regional no dia 25 de setembro e em Comboio Histórico no dia 27 de setembro. Nestas viagens, haverá visitas guiadas às estações da Régua, Pinhão, Tua e Pocinho, que vão ser feitas em conjunto pela CP e pela IP Património.”

A inscrição é obrigatória e pode ser feita, por email ou telefone, para o Museu do Douro até ao dia 18 de setembro.