free web
stats

UM GOVERNO DERROTADO À PROCURA DA ÚLTIMA NEGOCIATA

Nota de imprensa da Comissões de Trabalhadores da CP e da CP Carga da intenção de assinatura de venda directa da CP Carga à MSC Portugal.

.

Comissões de Trabalhadores da CP e da CP Carga entregam novos elementos ao Tribunal de Contas

No dia 21 de Setembro o Governo (e a Administração da CP) prepara-se para dar mais um passo no processo de privatização da CP Carga, com a assinatura de um contrato de promessa de compra e venda da CP Carga com a multinacional MSC.

A venda de activos estratégicos como a CP Carga é sempre um crime contra a soberania e o futuro de Portugal, como aliás todos podemos ver no nosso país, onde quanto mais empresas estratégicas entregam às multinacionais pior vive o povo

No caso da CP carga esta crime é ainda agravado pelo facto de representar uma machadada na necessária unidade do sector ferroviário nacional, que quanto mais pulverizado pior eficiência, fiabilidade e segurança apresenta, e menos pode contribuir para o necessário desenvolvimento económico e social do nosso país.

Como se isto não fosse suficiente, a forma como este governo está a tentar concretizar esta privatização é completamente criminosa! Recordamos que querem vender a CP Carga por 2 milhões de euros (os 51 milhões com que a multinacional se compromete a capitalizar a sua própria empresa são uma manobra de propaganda para tentar atirar areia para a opinião pública e para que o governo minta dizendo que o valor da venda é de 53 milhões).

Neste sentido, uma delegação das Comissões de Trabalhadores da CP e da CP Carga estará às 9h15 do dia 21 de Setembro de 2015 no Tribunal de Contas para lhe entregar novos elementos sobre a negociata em curso, com a qual o Governo procede a nova descapitalização da CP em beneficie directo de uma multinacional.

A carta que entregaremos ao Tribunal de Contas estará disponível aos Órgãos de Comunicação Social no local.

.