free web
stats

CP anuncia mais 9 Carruagens para abate no Barreiro

barreiroFaca_02A CP Comboios de Portugal lançou mais um concurso para abate de material circulante no Barreiro. O lote compreende 9 carruagens inox retiradas à alguns anos de serviço que deverão ser alienadas pelo melhor preço para sucata.

A licitação vencedora terá a obrigação proceder ao ” desmantelamento e remoção do domínio do caminho-de-ferro, de um lote constituído por nove carruagens ferroviárias retiradas da exploração, “ dá conta o documento que lança o concurso. O desmantelamento dos veículos para sucata, refere ainda o documento, será executado por meio do corte dos eixos dos rodados e dos bogies . As propostas dos interessados no lote têm de ser apresentadas ao operador ferroviário publico até às 18 horas de dia 4 de Novembro.

As nove carruagens fabricadas pela sorefame fazem parte de um lote de 15 ainda existentes no Barreiro. Das seis que sobram, quatro (duas carruagens bar, 1 salão de primeira classe e 1 de 2ª classe) encontram-se resguardadas dentro das instalações do Grupo Oficinal do Barreiro ( GOB ). As outras duas, colocadas no territórios da antiga CUF, foram oferecidas aos bombeiros para treinarem operações de desencarceramento. O lote de 9 destinado para sucata, 4 carruagens são de 1ª classe e 5 de 2ª classe.

Do lote reservado para abate 4 carruagens de 1ª classe encontram-se ainda relativamente bem conservadas, ” perfeitas para não ir à faca, “ refere um entusiasta que se tem afirmado na defesa e preservação das carruagens sorefame. Material circulante sem vidros partidos, e pouco saqueado, que aponta para um aproveitamento turístico: se não forem cortadas fica-se com 10 carruagens 1ª classe salão [a contar com as 5 de contumil e 1 do GOB] óptimas para charters.”

Aproveitamento turístico que contacto próximo da Heritage Traction Rail Services Ltd não confirma. Embora a empresa se proponha a operar comboios turísticos de máquina e carruagens com a locomotiva 1805 do Museu Nacional Ferroviário.  A webrails.tv sabe que no passado já houve conversas com o operador, em cima da mesa esteve a aquisição de carruagens sorefames, mas na altura o valor pedido pela CP inibiu a apresentação de propostas.

Por outro lado, contacto ligada à defesa do património ferroviário, próximo ao movimento associativo do Barreiro, revelou pouca fé no processo de defesa dos veículos para novo abate. Lembra a título de exemplo o esforço empregue, sem sucesso, na última destruição de material ocorrida em Julho: ” fizemos reuniões com a CM do Barreiro, mandamos cartas para todo o lado, inclusive para a secretaria de Estado dos Transportes e grupos parlamentares. E deu em nada! Vamos voltar a repetir a mesma coisa sabendo que vai dar em nada? “ Embora considere que uma eventual classificação de património ferroviário no Barreiro, por parte da Direcção Geral do Património Cultural, possa ajudar à preservação desses e outros veículos ainda existente no Barreiro.

Já na contexto do Museu Nacional Ferroviário, fonte não oficial da instituição, confirmou que o Museu está ao corrente do concurso. Refere que a CP informa a instituição, e em caso de interesse o Museu tem opção de solicitar material. Limitações de verba, e quadro surgem como factores inibidores para uma opção sobre este material. No entanto, no actual contexto do Museu, são desconhecidos também os objectivos da Instituição para além da dinâmica que pode aliar ao núcleo visitável.

Por estes dias a triagem da estação do Barreiro-A encontra-se praticamente deserta. O material circulante ainda presente resume-se ao lote de 9 carruagens em linha para abate, com concurso divulgado.  Corre nos carris que a CP espera, no fim do processo, acrescentar ao encaixe a redução de custos com a segurança e parqueamento de material. Por outro lado à Infraestruturas de Portugal, embora por confirmar, é apontada a intenção de proceder rapidamente ao levantamento de agulhas e carris.  ” Se acontecer não será de estranhar, “ revela um antigo ferroviário que questionamos para tentar confirmar essa possibilidade.

A decisão de venda foi tomada pelo Conselho de Administração da CP a 08 de Outubro de 2015. O operador disponibiliza aos interessados o  Programa de Concurso, Caderno de Encargos e respectivos Anexos. As propostas terão de ser apresentadas em carta fechada até dia 04 de Novembro.

Artigo completo disponível para subscritores.