free web
stats

Venda da CP Carga: EBITDA positivo em 2016

mercadorias_Os indicadores EBITDA e EBIT da CP Carga deverão apresentar-se positivos já em 2016, e 2017, respectivamente. O cenário tem por base a projecção financeira elaborada para o memorando confidencial do concurso de venda do operador ferroviário de mercadorias da empresa pública CP Comboios de Portugal, pelo banco Big.

Segundo o documento, que serviu para os investidores terem uma ideia do negócio, os lucros da empresa antes de juros, impostos, depreciações e amortizações, deveriam ser de 12,5%, cerca de 8 milhões euros, em 2016. Contra – 8,7% de 2015, cerca de 5 milhões euros negativos. Já o resultado da empresa antes do apuramento dos juros financeiros e do cálculo do imposto, ou seja o resultado operacional, apontou 3,2% em 2017, quase 2.5 milhões. Contra os negativos de -0,9% em 2016, – 400 mil euros.

A projecção financeira da entidade bancária enquadrou o período 2015-2021, com os indicadores da projecção a apontarem em 2021 um EBITDA positivo de 18,4%, correspondente a 13 milhões de euros, e EBIT 7,9%, 5 milhões de euros.

O quadro equacionado até 2021 assumiu, de acordo com os dados fornecidos pela CP Carga à instituição, o turnover da venda 14 de terminais da CP Carga à ex Refer, por 20 milhões de euros, em Dezembro de 2014. E na optimização de gestão de activos e operação, a intenção de venda de três dezenas de vagões em 2016.

No entanto, para elaborar o cenário, existiram mais pressupostos. Dos itens abordados pelo banco três projecções foram definidos como chave, e serviram para sustentar as projecções financeiras 2015-2021 em crescimento:

Artigo completo encontra-se disponível para subscritores.