free web
stats

Acervo do MNF incorpora lote de material para sucata em venda da CP – 01

barr_Sucata2015Uma automotora eléctrica da 1ª série, considerada protótipo, que iniciou a fase da electrificação das linhas portuguesas em 1956, encontra-se à venda para sucata. O veículo, peça da Fundação Museu Nacional Ferroviário (FMNF) consta numa lista de material circulante elaborada pela CP Comboios de Portugal para alienação.

A empresa pública, anunciou em jornais periódicos mas ausente da plataforma online, que se pretende desfazer, até dia 15 de Abril, de material circulante abatido ao serviço. Nesse sentido lançou a concurso a venda de mais de nove dezenas de peças. O lote compreende a destruição e remoção de carruagens, reboques de Allan, furgões, automotoras eléctricas e diesel, estacionados no Entroncamento.

Só que no lote surge uma automotora tripla eléctrica (UTE) da primeira série, a UTE 2001, que figura em documentos da FMNF que dão o veículo como de “potencial histórico” no acervo da entidade. E sobre acervo o Regime especial de afectação do património da entidade diz que os bens “são inalienáveis e não podem ser dados em garantia”.

A webrails.tv enviou questões à CP Comboios de Portugal e Fundação Museu Nacional Ferroviário, e espera poder dar contexto a esta situação.

Artigo completo encontra-se disponível para subscritores.