free web
stats

Cooperação Portugal Angola no sector ferroviário em aberto

CFL Bungo 06De acordo com Augusto Santos Silva, ministro dos Negócios Estrangeiros, existe um conjunto de possibilidades para cooperação reciproca no sector ferroviário entre Portugal e Angola.

No final da semana passada o Secretário de Estado da Internacionalização, Costa Oliveira, encontrou-se com o presidente do conselho de administração do Caminho de ferro de Luanda (PCA), Celso Rosas, em Luanda. Na conversa que tiveram o responsável máximo do CFL convidou os portugueses a estreitar relações de cooperação na ferrovia.

Questionado sobre o encontro e declarações do PCA do CFL, o ministro dos Negócios Estrangeiros português, começou por dizer que “as visitas ao nível político preparam também iniciativas de cariz económico”, e comentou à nossa plataforma: “dela resultou um conjunto de possibilidades de cooperação reciproca, designadamente na área das infraestruturas ferroviárias que agora importa concretizar”.

Importa referir que o quadro de cooperação no sector, entre os dois países, tem estado activo. Existem inclusive acordos assinados, alguns dos quais operacionalizados do lado português, mas a aguardar luz verde do lado da ferrovia angolana. Ora por causa da conjuntura económica, ou pelos operadores ferroviários angolanos ainda não terem apresentado o seu lado dos trâmites na cooperação.