free web
stats

PFP disponível para ser pivô na cooperação ferroviária

cflLocomotivasGE01Questionado a propósito de declarações recentes de Celso Rosas, onde o presidente do conselho de administração do Caminho de Ferro de Luanda (CFL), mostrava interesse em estreitar a cooperação ferroviária portuguesa nas áreas da formação, consultadoria e mecânica, Carlos Costa Nunes, presidente da Plataforma Ferroviária Portuguesa (PFP),  responde que a plataforma está disponível para dinamizar a mesma junto dos seus associados e procurar que a mesma possa ser uma realidade.

Embora grande parte da atenção na PFP esteja neste momento centrada na presença dos associados na Innotrans 2016, adianta o presidente da Plataforma, que existe “interesse em dinamizar e ajudar a tornar essa cooperação possível”, posicionando-se a plataforma como um elemento facilitador se existirem contactos nesse sentido.

Artigo completo encontra-se disponível para subscritores.

Formam actualmente a Plataforma Ferroviária Portuguesa mais de 4 dezenas de empresas, entre industria, operação e gestão ferroviária, construção, academia, e desenvolvimento e investigação