free web
stats

Ferrovia liga vizinhos de Moçambique ao Indico

Os governos do Botswana, Moçambique e Zimbábue assinaram na passada sexta feira uma parceria que prevê a construção de uma linha de caminho-de-ferro de ligação ao oceano Indico. O acordo prevê a construção de uma ferrovia com cerca de 1700Km.

A ligação ferroviária que deverá estimular o comercio externo dos países encravados foi assinado em Bulawayo, no Zimbábue. Presidiram à cerimónia que rubricou o acordo os ministros dos Transportes e Desenvolvimento de Infra-estruturas do Zimbábue, Joram Gumbo, dos Transportes e Comunicações de Moçambique, Carlos Alberto Mesquita, e dos Minerais, Energia e Recursos Hídricos do Botswana, Onkokane Kitso Mokaila.

A extensão total da linha de caminho-de-ferro será dividida em cerca de 1.500 km no Zimbábue, cem quilómetros no Botswana, e os restantes em território moçambicano.

Cada governo, adianta a imprensa africana, deverá contribuir com 200 milhões de dólares, e atendendo à dimensão do projecto procurar estimular a participação de privados numa parceria público-privada.

A linha de caminho-de-ferro, que terminará em Moçambique na Ponta Techobanine, onde irá ser construído um porto de mar, deverá, de acordo com os intervenientes, facilitar os investimentos na exploração mineira, na logística e na indústria.