free web
stats

GISAF publica Relatório Anual de Investigação de 2015

O Gabinete de Investigação de Segurança e de Acidentes Ferroviários (GISAF) disponibilizou o Relatório Anual de Investigação relativo ao ano de 2015. O documento ilustra as actividades de investigação de segurança de acidente ferroviários desenvolvidas pelo organismo em 2015.

O relatório de 2015 divide-se em duas partes. A parte B do documento reporta a Investigação de Acidentes e Incidentes, a parte A foca Informações Gerais e de Gestão do GISAF.

Em 2015 a parte B destaca 326 ocorrências de segurança tratadas pelo organismo, que deram origem à abertura de 6 investigações. Um acidente em PN, 3 descarrilamentos, e 2 incidentes de segurança.

Sobre as 326 ocorrências de segurança identificadas na base de dados do GISAF a natureza de acidentes/incidentes que registou maior quantidade, com 111 ocorrências, foi a deformação de via. O indicador representa mais de metade dos 48 acidentes/incidentes referenciados como “colisão com objecto – plena via” que surge em segundo lugar.

Mas não deixa de ser importante referir que a deformação de via está associada a problemas de manutenção da rede. A deformação resulta de situações de falta de manutenção, e números altos sugerem que vários pontos da rede podem ter problemas de manutenção.

A divulgação pelo IMT do Relatório Anual de Segurança 2015, a ocorrer nos próximos dias, deverá contribuir para entender o tipo de deformações e mostrar como está a tendência do item em 2015 face aos últimos anos, e posicionamento quando comparado com a realidade europeia.

No final de 2015 a parte B revela ainda que o gabinete apresentava 8 investigações em curso, e que não concluiu investigações. Embora a poucos dias do novo ano uma investigação estava em fase de redacção do relatório preliminar, e outras em fase avançada.

Artigo completo encontra-se disponível para subscritores.

Metade das 8 investigações a decorrer a 31 de Dezembro eram sobre descarrilamentos. As outras quatro, refere o documento, dividiam-se entre acidentes com pessoas e em passagem de nível, e dois incidentes de segurança.

Investigações antigas pendentes, a 31 de Dezembro, o relatório identifica 24. Versam sobre ocorrências registadas entre 2006 e 2010. Ao nível da monitorização, uma vez que não houve investigações fechadas também houve recomendações.

Artigo completo encontra-se disponível para subscritores.

Importa referir que os dados relativos à Investigação de Acidentes e Incidentes do ano transacto reflectem os critérios da natureza do GISAF,  e por isso podem não estar de acordo com os dados oficiais publicado anualmente pelo IMT com o Relatório Anual de Segurança.