free web
stats

Centenário da Estação de São Bento

dnsaobentoFez-se um longo caminho desde a invenção da Roda na Mesopotâmia até aos dias em que o Sr Benz colocou um motor a gasolina num veículo, e antes disso, o Sr Stephenson apresentou a primeira locomotiva a vapor. A necessidade do ser humano se fazer transportar, a si e aos seus bens, seja em trabalho ou lazer, sempre foi de extrema importância.

O veículo automóvel como o conhecemos hoje, trouxe inicialmente a liberdade de movimento de porta a porta, e nos horários que nos fossem mais convenientes. Hoje essa liberdade para muitos é uma prisão, em grandes engarrafamentos para entrar nas cidades, em horas em filas intermináveis, e onde o toque de alvorada para alguns, é bem antes do nascer do Sol, nos chegam a roubar várias horas num só dia.

É precisamente nas grandes cidades que os acessos facilitados ao seu interior são vitais, nomeadamente por via dos transportes públicos, e para isso foi tomando importância desde muito cedo, no caso da cidade do Porto, a ligação da estação de Campanhã, na zona Oriental da cidade, até ao seu centro, nomeadamente à Praça da Liberdade e à Avenida dos Aliados, que sempre foi e ainda hoje é uma grande interface para os transportes colectivos da cidade.

dnsaobento_00A 5 de Outubro de 1916 foi então inaugurada a actual Estação de São Bento, no local onde antes havia um Mosteiro, que não só mas também por ter sofrido um grande incêndio, foi demolido. Na fase inicial da ligação entre Campanhã e São Bento, entre 1896 e 1916, em que a estação era ainda provisória, a demolição do mosteiro foi apenas parcial, sendo que entretanto, para construção da actual Estação, foi demolido na totalidade. Hoje ainda podemos encontrar no Cemitério do Prado do Repouso um cruzeiro de pedra originário deste Mosteiro, e todos os corpos que lá estavam sepultados foram para ali transladados.

dnsaobento02100 anos volvidos, e após várias transformações nomeadamente a nível de portas de entrada e saída, localização de bilheteiras e torniquetes, salas de espera e ainda, o aumento de linha, a electrificação, e mais recentemente a remoção de duas das linhas, esta Estação continua em mudanças. Anuncia a Infraestruturas de Portugal (antiga REFER) que “o futuro está a passar pela Estação de São Bento”. Algumas mudanças já se notam, temos um novo café na ala esquerda, um novo quiosque de informações, e finalmente (finalmente !!!) houve uma renovação decente aos sanitários.

Há mais “futuro” previsto, mas está envolto em alguma precipitação na actuação e nas tomadas de decisões. A Câmara Municipal do Porto deu conta esta Quarta-feira, através do seu portal Porto., de que embargou a obra de construção de um hostel e de um espaço para dezena e meia de restaurantes, pois a I.P. decidiu entregar o projeto a uma entidade sem fazer qualquer concurso público, nem comunicar com a Câmara Municipal.

dnsaobento_03Entretanto, o bulício continua e a Estação apresenta hoje aos seus visitantes duas exposições. “Ei-los que Partem” aborda o centenário da declaração de guerra por parte da Alemanha a Portugal, e a sua ligação com os Caminhos-de-Ferro, por via do transporte dos militares para cenário de guerra, da actividade ferroviária ligada à actuação militar, e ainda, as conhecidas compensações de guerra de que Portugal beneficiou, nomeadamente recebendo locomotivas como indemnização por danos causados e vidas perdidas.

A outra exposição está patente junto ao cais da ala esquerda, onde há meses esteve instalado o Projecto Locomotiva. “Lugares & Máquinas no Tempo” pretende retratar os 160 Anos do Caminho-de-Ferro em Portugal, vistos pelos olhos e mãos de três dezenas de artistas plásticos, que recorrem à pintura, ao azulejo, dnsaobento_04e ate a trabalhos manuais em barro, para ilustrar o que sentem sobre o presente, o passado e o imaginado Caminho-de-Ferro no nosso país.

Esta exposição, cujo portefólio também está disponível aqui, estará patente em São Bento até ao próximo Domingo dia 23 de Outubro, sendo depois apresentada na Fundação da Bienal de Vila Nova de Cerveira, cidade Atlântica servida pela Linha do Minho, entre os dias 28 de Outubro e 3 de Dezembro de 2016.

. Clique na imagem para ver mais detalhes em animação.dnsaobento100anos .