free web
stats

Quadro de indicadores relativo aos Transportes 2016: a UE em acção para reforçar o mercado interno

A Comissão Europeia publicou no passado dia 7 a edição de 2016 do «Quadro de indicadores relativo aos transportes na UE». O documento compara o desempenho dos Estados-Membros no que diz respeito a 30 categorias que abrangem todos os aspectos de transporte.

Os Países Baixos encontram-se no topo da classificação no Painel, pelo terceiro ano consecutivo, com pontuações elevadas em 15 categorias, seguidos pela Suécia, Alemanha e Áustria. Embora registem diferentes pontos fortes, todos partilham um enquadramento sólido para o investimento, bons níveis de segurança dos transportes e um bom historial de aplicação da legislação da UE.

Portugal alcança um score 20 no total dos indicadores de “Mobilidade com baixo nível de emissões”, “Infraestruturas”, “Pessoas”.

A infraestrutura ferroviária, ao nível da execução da rede transeuropeia de transportes Portugal encontra-se em 3º, com 95% de execução, numa lista de 26 países, liderados pelo Reino Unido. Já ao nível da alta velocidade o indicador encontra-se a zero. Por seu turno, a qualidade da rede ferroviária situa-se no 14º lugar, em 26 possíveis. No cimo da lista que evoca a qualidade está a França e em último a Roménia.

Artigo completo encontra-se disponível para subscritores.

O objectivo do «Quadro de indicadores» consiste em ajudar os Estados-Membros a identificar domínios que requerem investimentos prioritários e medidas.