free web
stats

Da Fotografia ao Azulejo no Museu de Arte Popular

azule_00

Apeadeiro de Abrunhosa

Painéis azulejares presentes em estações de caminhos-de-ferro e antigos mercados municipais espalhados por várias regiões do país são a base da exposição “Da Fotografia ao Azulejo”, patente no Museu de Arte Popular até 1 de Outubro de 2017. A proposta promete deixar alguma cumplicidade, e um olhar mais atento e curioso, sobre as figuras, motivos, paisagens ou monumentos representados nas telas de azulejos produzidos na primeira metade do Séc. XX.

Muitas vezes presentes no quotidiano de quem viaja de comboio, ou circula pela parte velha de vilas e cidades, os paneis e os motivos representados pouco dizem a quem neles repara. Apenas são característicos dos edifícios ferroviários e alguns até têm umas molduras rebuscadas e bem coloridas.

A proposta “Da Fotografia ao Azulejo” vem emprestar algum contexto num novo olhar, sobre pintores, fabricas, fotógrafos, e função como ferramenta de propaganda.  A exposição conta também com um considerável acervo complementar. Além de objectos associados ao quotidiano da manufactura e pintura do azulejo, e elementos etnográficos da cultura portuguesa da colecção do Museu, estão presentes postais, fotografias, livros e publicações, que serviram de base na produção azulejar.

Artigo completo encontra-se disponível para subscritores.

A webrails.tv aproveitou o regresso das entradas gratuitas nos Museus ao Domingo de manhã e passou pela exposição no  Museu de Arte Popular. No entanto o espaço museológico está aberto de auarta a domingo.

A exposição “Da Fotografia ao Azulejo” reflecte o culminar de um longo trabalho de pesquisa de José Luis Mingote Calderón do Museo Nacional de Antropología – Madrid.

Resume a Direcção Geral de Património Cultural: “Organizada e inicialmente apresentada pelo Museu Nacional de Soares dos Reis, a exposição itinerou em Espanha, primeiro no Museo Etnográfico Provincial de León e mais recentemente no Museo Nacional de Antropología, sendo agora apresentada no Museu de Arte Popular, complementada com uma selecção de peças das colecções constituídas pela equipa fundadora do Museu Nacional de Etnologia”.

A rematar, dar conta que “Da Fotografia ao Azulejo” marca a reabertura do  Museu de Arte Popular ao publico. A Exposição foi inaugurada dia 14 de Dezembro de 2016 e estará patente no espaço até 1 de Outubro de 2017.