free web
stats

O parque de vagões CP esteve em desque na APAC

apacSlide_A Associação Portuguesa dos Amigos dos Caminhos de Ferro (APAC) dinamizou no passado sábado mais uma tarde de temática ferroviária. O tema do convívio que juntou cerca de três dezenas de pessoas na sede da associação em Santa Apolónia emprestou dimensão à história e percurso do material de circulante de mercadorias rebocado pela CP.

Ao longo de perto de duas horas de projecção de imagens, Fernando Pedreira mostrou que o material circulante tem história e acaba por ser um reflexo das necessidades da época. Por outro lado, as imagens que ilustraram a tarde mostraram o ponto de vista metódico do associado APAC Diogo Castro. O entusiasta registou em rolo uma grande quantidade e variedade de vagões que circularam na rede ferroviária nacional.

Para entender um pouco de como correu a sessão falamos com Fernando Pedreira, um dos formadores do curso de Caminho de ferro e Património Ferroviário que se inicia no dia 24, que emprestou sentido à proposta do Ciclo de Conversas e Exibições APAC das tardes de sábado.

Dois exemplos explorados por Fernando Pedreira de material circulante foram os vagões Gabs e Hikks. Os veículos têm mais enredo do que o normal serviço de transportar carga. A parte histórica surge associada às adaptações de que foi e pode ser alvo. Ou até na definição do seu abate para sucata.

A última parte da apresentação, no terceiro bloco da projecção, entre vários exemplos de transformação de material, mostrou o processo de evolução sofrido pelo vagões fechados Gabs. As alterações resultaram nos actuais vagões plataforma, associados ao transporte de cimento, Rlps.

A evolução do material, inicialmente fechado, passou primeiro por uma fase onde foram retiradas as paredes laterais do vagão. Mantendo o tecto e barras de suporte à estrutura do telhado, transformado para transportar paletes de cimento. A dificuldade de arrumação e o aproveitamento do espaço para mais carga levou a nova adaptação. O tecto foi retirado e transformado em vagão plataforma, aumentando assim a capacidade de transporte de movimentação das paletes de cimento.

Já os vagões fechados Hikks foram encostados para sucata com o fim do subsidio do transporte de adubos.