free web
stats

Sessão: Rentabilizar o Património Ferroviário a 21 de Março

img: Ana Patrício

img: Ana Patrício

Já imaginou viver ou montar um negócio numa antiga estação de caminhos-de-ferro. Saiba que em Portugal essa possibilidade existe e está acessível a qualquer pessoa.

Com o avanço da tecnologia no sector ferroviário as antigas estações, em linhas desactivadas ou ainda no activo, deixaram  de ter utilidade na operação ferroviária. Os exemplos encontram-se um pouco por todo o país. No entanto essa ligação não quer dizer que esses espaços não podem ser adquiridos ou subconcessionados a particulares, empresas, instituições ou associações.

Para ajudar a entender e encurtar o processo de aquisição e subconcessão de espaços ferroviário, a webrails.tv organiza no dia 21 de Março a sessão pública “Rentabilizar Património Ferroviário – Sabia que pode viver ou montar um negócio numa Estação de Caminhos de Ferro?”.

A iniciativa vai contar com um painel de intervenções composto pela IP Património, o conceito Pensão Destino presente na estação de Castelo de Vide, o banco Caixa Geral de Depósitos, e a Associação de Empresas da Construção e Obras Públicas e Serviços.

A empresa do grupo Infraestruturas de Portugal participa enquanto empresa responsável pela gestão do Património Ferroviário Nacional. Na comunicação irá abordar questões associadas à venda e subconcessão de espaços ferroviários que tem disponíveis para esses fins, devendo ajudar a esclarecer dúvidas sobre os requisitos para abrir o dossier e trâmites a seguir.

Confirmada está também a presença da pessoa que dinamiza a “Pensão Destino”. A segunda vida da estação de Castelo de Vide, no ramal de Cáceres, obedece um conceito que pode ilustrar um processo de subconcessão e reaproveitamento de uma antiga estação de Caminhos de ferro.

O painel conta ainda com uma dimensão associada ao financiamento enquadrado pela Caixa Geral de Depósitos. A necessidade de realizar obras ou a instalação de um negócio podem significar atrito à iniciativa. A instituição financeira promete ajudar a entender que ferramentas e apoios podem fazer a ponte entre as ideia e a oportunidade.

Em paralelo a sessão vai contar com a participação da Associação de Empresas da Construção e Obras Públicas e Serviços. A entidade vai abordar o tema “Reabilitação Urbana – O Passado como Futuro”.

Referir ainda que sessão pública conta com o apoio da APAC – Associação Portuguesa dos Amigos dos Caminhos de Ferro.

A iniciativa “Rentabilizar Património Ferroviário – Sabia que pode viver ou montar um negócio numa Estação de Caminhos de Ferro?” está agenda para 21 de Março. A sessão decorre no Clube Ferroviário de Portugal, Rua de Santa Apolónia, 59 e 63, entre as 17h30  e as 19h30. O inicio da sessão de esclarecimento está marcado para quando faltarem 20 minutos para as seis.

A sessão é gratuita, as inscrições podem ser feitas por AQUI