free web
stats

RECORD DO MUNDO DE VELOCIDADE DE 1955 EM MODELISMO

Conjunto REE - LR Presse

Conjunto REE – LR Presse

 Comemora-se no próximo mês de Março, mais um aniversário do record do mundo em velocidade sobre carris, que ocorreu em França em 1955. Para comemorar este aniversário a firma francesa REE já colocou à venda um conjunto à escala H0 que reproduz um dos comboios que em Março de 1955 atingiu a velocidade de 331 Km/h, composto por uma máquina do tipo CoCo (todos os eixos motorizados), a CC7107, da série fabricada entre 1952-1955 pela Alsthom com 3490 kW de potência e 107t de peso, e 3 carruagens tipo DEV U46 carenadas, ambas apresentadas em época III, de acordo com o aspecto real.

Existiu uma segunda composição idêntica, mas com uma locomotiva do tipo BoBo, a BB9004, da serie construída entre 1952-1954 pela Jeumont-Schneider com 2980 kW de potência e 83t de peso, já reproduzida pela firma austríaca ROCO. As carruagens utilizadas nesta segunda composição foram em tudo em tudo idênticas às primeiras.

Modelo ROCO #63785 Foto Roco

Modelo ROCO #63785
Foto Roco

Aguarda-se que sejam comercializadas brevemente pranchas de lettering que permitam alterar as matrículas dos modelos agora comercializados e poder-se assim representar também a 2ª composição real.

As duas composições bateram ambas o record de velocidade de 331 Km/h em dias consecutivos a 28 e 29 de Março. As duas locomotivas encontram-se expostas no Museu de Mulhouse.

Composição com a locomotiva CC7107

Composição com a locomotiva CC7107

Uma forma de avaliarmos o pioneirismo nesta experiencia e a evolução tecnológica no caminho-de-ferro no pós II Guerra, basta pensarmos que apenas 30 anos passados do evento, já circulavam comboios regulares comerciais de passageiros, o TGV Sud-est, entre Paris e Lyon a velocidades regulares próximas do que se atingiu em 1955.

Composição com a locomotiva BB 9004

Composição com a locomotiva BB 9004

O modelismo ferroviário evoca assim, de uma forma rigorosa a realidade e o pioneirismo da época.

Acrescentamos também o video para visualização da reportagem oficial da SNCF da época. Boa visualização!