free web
stats

CGD fecha o painel da sessão “Rentabilizar Património Ferroviário”

Quando falta menos de uma semana para a sessão pública “Rentabilizar Património Ferroviário – Sabia que pode viver ou montar um negócio numa Estação de Caminhos de Ferro?”, revelemos três pontos de partida para a apresentação da Caixa Geral de Depósitos (CGD).

A apresentação da Caixa abordará alguns temas, não exclusivamente relacionados com produtos bancários. No alinhamento a entidade bancária vai ter como ponto de partida: “tendências … a realidade a ter em consideração”, “questões importantes na avaliação do crédito … a coerência de um caminho viável”, e “opções de financiamento … uma meta. Um conjunto de opções financeiras para a concretizar”.

A Caixa Geral de Depósitos é o último dos três parceiros centrais que ajudaram a levantar a sessão pública “Rentabilizar Património Ferroviário – Sabia que pode viver ou montar um negócio numa Estação de Caminhos de Ferro?”. Às dimensões de quem tem a gestão dos espaços ferroviários, e quem levantou um projecto com personalidade, procuramos trazer a dimensão de quem trabalha na materialização de ideias para saber que condições as podem tornar reais.

Formam o painel principal, além do banco Caixa Geral de Depósitos, a IP Património, e a Pensão Destino. A AECOPS abre a sessão com um intervenção sobre a reabilitação do Património Urbano.

Referir ainda que a sessão pública conta com o apoio da APAC – Associação Portuguesa dos Amigos dos Caminhos de Ferro.

A iniciativa “Rentabilizar Património Ferroviário – Sabia que pode viver ou montar um negócio numa Estação de Caminhos de Ferro?” está agenda para 21 de Março, no Clube Ferroviário de Portugal, Rua de Santa Apolónia, 59 e 63, entre as 17h30 e as 19h30. O inicio da sessão de esclarecimento está marcado para quando faltarem 20 minutos para as seis.