free web
stats

2ª fase da electrificação da Linho do Minho consignada no 4º trimestre de 2017

valencaDN_02A consignação da obra de electrificação do troço Viana do Castelo – Valença na linha do Minho está prevista para o 4º trimestre deste ano. O lançamento do concurso público aconteceu esta sexta feira na estação de Valença.

O projecto da IP Engenharia apresentado na sessão aponta a consignação da obra, preço base 23 M €,  para o 4º trimestre de 2017 e a conclusão para o 4º trimestre de 2019.

No caderno de encargos, para os 49 km da segunda fase de electrificação da linha do Minho – troço Viana do Castelo a Valença, figuram a instalação de catenária, alteamento e prolongamento das plataformas de passageiros. A  execução de estações técnicas em Carreço e Carvalha. O rebaixamento da via férrea nos Túneis de Seixas e Gondarém. Estabilização de taludes, trabalhos de terraplenagem, drenagem e estruturas de suporte e contenção, e impermeabilização dos túneis de Caminha, Seixas e Gondarém.

A obra prevê ainda a implementação do sistema de retorno de corrente de tracção + terras de protecção (RCT+TP) e execução de caminho de cabos.

Entretanto já consignados estão os trabalhos da construção da Subestação de Tração de Vila Fria, pk 72+527, e a concepção/construção e Manutenção dos Sistemas Sinalização do troço Nine-Valença/Fronteira. A primeira obra a cargo do Consórcio Efacec / ABB, e a segunda da Siemens. Ambas as obras devem estar concluídas a partir do  4T 2019, prevê a IP.

De referir que o Sistemas Sinalização do troço Nine-Valença/Fronteira tem previsto a instalação de comando local na estação de Viana do Castelo e de comando centralizado no Centro de Comando Operacional do Porto. Comporta ainda a automatização de Passagens de Nível e de Atravessamentos Ferroviários Pedonais.

O troço Viana do Castelo – Valença, juntamente com o troço Nine – Viana do Castelo, entretanto já adjudicado, é para estar operacional em 2020. Segundo o cronograma apresentado na cerimónia os testes e certificações apontam para a linha estar operacional até Abril de 2020.

O orçamento global da obra de modernização – Electrificação da Linha do Minho, entre Nine e Valença – ronda os 83,2 M€. A obra insere-se no programa Ferrovia 2020 que prevê um investimento de mais de 2,5 mil milhões de euros em cinco anos na ferrovia portuguesa.

Artigo completo encontra-se disponível para subscritores.