free web
stats

ADFERSIT debateu a linha de Cascais

adferSit_lcascaisA sala dois da Fundação Calouste Gulbenkian serviu de palco para a primeira Sessão Técnica promovida pela nova direcção da ADFERSIT. A acção decorreu no passado dia 28 de Março e teve a linha de Cascais como pano de fundo para o debate que se seguiu às intervenções.

Na abertura da sessão ao painel de convidados, Mário Olivença traçou um perfil da linha de Cascais no presente. O quadro do sector ferroviário abordou a infraestrutura ponto a ponto num janela que previa a continuação de uma oferta comercial aceitável no corredor ferroviário da linha, e que serviu para ajudar a enquadrar a sessão.

Já Carmona Rodrigues, antigo presidente do município de Lisboa, colocou em evidencia a necessidade de se tomarem decisões de forma integrada, e num contexto de analise custo beneficio. Porque considera que quando há poucos recursos, ou até muitos, é imperativo planificar e definir prioridades.

Manuel P. Moura, que encerrou a primeira parte da sessão, ensaiou sobre a resolução dos problemas da linha de Cascais ao nível da infraestrutura e serviço aos passageiros que se servem da linha.

.

No final da sessão “AS ENCRUZILHADAS DA LINHA DE CASCAIS” Leiria Pinto, presidente da ADFERSIT, falou com a nossa Plataforma, onde começou por traçar um balanço positivo da iniciativa.

 

.

Artigo completo, 548 palavras, encontra-se disponível para subscritores.

A Sessão/Debate teve como título “AS ENCRUZILHADAS DA LINHA DE CASCAIS”, tendo-se realizado no dia 29 de Março  às 17h00, na Fundação Calouste Gulbenkian.”

Áudio das intervenções e debate encontra-se disponível para subscritores.