free web
stats

Circulação interrompida no troço Pampilhosa – Coimbra B da Linha do Norte

[Actualização IP - 05.04.2017 - 22h47]  Restabelecida a circulação nas duas vias do troço Pampilhosa – Coimbra B na Linha do Norte

A Infraestruturas de Portugal informa que foi já restabelecida a circulação ferroviária em duas vias, no troço Pampilhosa – Coimbra B da Linha do Norte.

A circulação à passagem no local onde ocorreu o descarrilamento processa-se com limitação de velocidade a 60Km/h.

Este condicionamento irá vigorar até que sejam concluídos os trabalhos definitivos de reparação da via.

Com a reabertura esta tarde da via descendente fica assegurada a possibilidade do cruzamento de comboios neste troço, permitindo assim uma melhoria significativa do nível de serviço e eficiência da infraestrutura.

Dada a dimensão dos danos provocados pelo descarrilamento do passado sábado, uma tão rápida reposição das condições de circulação neste troço da Linha do Norte apenas foi possível fruto do elevado empenho e profissionalismo das equipas de manutenção.

Ininterruptamente nas últimas 100 horas, os técnicos da Infraestruturas de Portugal estão a trabalhar no sentido garantir o restabelecimento das normais condições de circulação.

Uma dedicação e profissionalismo que a Infraestruturas de Portugal deseja publicamente louvar e agradecer.

[Actualização CP Comboios de Portugal - 04.04.2017 - 18h21] Circulação na linha do Norte – 1 a 4 de abril // Balanço CP

No dia de hoje, pelas 00:45h, foi reposta a circulação condicionada, em via única, entre Pampilhosa e Coimbra B.

Desde o dia 1 de abril, data em que ocorreu o descarrilamento que motivou a interrupção da linha do Norte até ao final da noite de ontem, a CP – Comboios de Portugal utilizou todos os meios ao seu dispor para garantir o transporte a todos os seus clientes. No transbordo rodoviário, com autocarros, que esteve em curso entre os dias 1 e 3 de abril, foram transportados entre as estações de Pampilhosa e Coimbra, 25.000 clientes, não contabilizando as várias pessoas para as quais a CP recorreu a serviços de táxi, para situações mais urgentes, nomeadamente, de destino a aeroportos para ligações aéreas.

Hoje, com a reposição da circulação alternada numa via, foi possível, até este momento, garantir a realização de todos os comboios previstos, com atrasos médios de apenas cerca de 15 / 20 minutos, situação que a CP vai procurar manter até à reposição da normalidade de circulação.

Desta operação dos últimos dias, a CP retira as conclusões positivas do esforço de todos os envolvidos, mas identifica também os pontos em que esta operação poderia ter decorrido melhor, nomeadamente, a quantidade de autocarros disponíveis em determinados períodos críticos e a informação ao cliente, questões que estão já sob analise para determinação dos fatores que podem contribuir para melhor desempenho.

A CP realça ainda o importante papel da Comunicação Social, por ter sido veiculo da informação relevante sobre a evolução desta situação junto da população.

Lisboa, 04 de abril de 2017

[Actualização IP - 04.04.2017 - 00h56] Restabelecida a circulação no troço Pampilhosa – Coimbra B da Linha do Norte.

A Infraestruturas de Portugal informa que foi já restabelecida a circulação ferroviária no troço Pampilhosa – Coimbra B da Linha do Norte.

Tal como referido anteriormente, nesta fase a circulação processa-se em ambos os sentidos através de uma das vias, de forma alternada e com limitação de velocidade de 30km/h à passagem pelo local.

Os trabalhos de reparação da via vão prosseguir de forma a que, com a maior brevidade possível, sejam repostas as normais condições de circulação neste troço da Linha do Norte.

A Infraestruturas de Portugal efectuará a actualização da informação assim que ocorram novas evoluções dos trabalhos.

[Actualização IP - 03.04.2017 - 22h14] Circulação no troço Pampilhosa – Coimbra B da Linha do Norte será restabelecida ainda esta noite.

A Infraestruturas de Portugal informa que ainda na noite de hoje será restabelecida a circulação ferroviária no troço Pampilhosa – Coimbra B da Linha do Norte.

Após a remoção do material descarrilado, a equipa de manutenção da IP deu inicio à intervenção de reparação da via, ao longo de uma extensão com cerca de 200 metros, e de colocação de postes de catenária.

Os trabalhos estão a decorrer em conformidade com as estimativas, sendo nesta altura já possível indicar que a circulação ferroviária no troço entre Pampilhosa e Coimbra B será restabelecida até ao final do dia de hoje.

Dada a dimensão dos danos provocados na infraestrutura apenas será possível restabelecer, nesta fase, a circulação ferroviária em ambos os sentidos através de uma das vias, de forma alternada.

Os trabalhos de reparação da via vão prosseguir de forma a que, com a maior brevidade possível, sejam repostas as normais condições de circulação neste troço da Linha do Norte.

A Infraestruturas de Portugal efetuará a atualização da informação assim que ocorram novas evoluções dos trabalhos.

[Actualização IP - 03.04.2017 - 17h35] A Infraestruturas de Portugal informa que foram concluídos os trabalhos de remoção do material descarrilado.

As equipas de manutenção encontram-se no terreno a trabalhar ininterruptamente desde o final da tarde de sábado, no sentido de repor as condições de circulação com a maior brevidade possível.

Tratou-se de uma intervenção prolongada devido à elevada complexidade técnica, decorrente da enorme quantidade, natureza e dimensões dos materiais envolvidos.

A desobstrução completa das linhas permite agora o desenvolvimento dos trabalhos de reparação dos danos causados pelo acidente ferroviário que envolvem a reposição de 200 metros de via totalmente destruída e a colocação de diversos postes de catenária.

Face à dimensão dos danos provocados na infraestrutura apenas será possível restabelecer, nesta fase, a circulação ferroviária alternada numa das vias, estimando-se que até ao final do dia de hoje fique reposta a circulação no troço entre Pampilhosa e Coimbra B da Linha do Norte.

A Infraestruturas de Portugal efetuará nova atualização da informação às 22H00.

[Actualização - 03.04.2017 - 09h28] A Infraestruturas de Portugal informa que durante toda a noite, as equipas da IP e da EMEF estiveram a trabalhar para a desobstrução das vias de modo a permitir a reparação dos estragos causados pelo acidente ferroviário. Devido à sua complexidade estes trabalhos prolongar-se-ão ainda por toda a manhã e início da tarde.

Só após a desobstrução completa das linhas será possível proceder aos trabalhos de limpeza e de reparação da via e catenária.

Assim, a IP esclarece que a circulação no troço entre Pampilhosa e Coimbra B da Linha do Norte irá manter-se interrompida até ao final do dia de segunda-feira.

A Infraestruturas de Portugal efectuará nova actualização da informação às 17H00.

[02.04.2017] A circulação de comboios encontra-se interrompida na linha do Norte entre Coimbra e Pampilhosa. A situação decorre do descarrilamento de uma composição de mercadorias ocorrida por volta das 18 horas de sábado, dia 1 de Abril, na zona da Adémia, perto de Coimbra.

Informa a Infraestruturas de Portugal sobre a ocorrência: “imediatamente após o descarrilamento ocorrido ao final da tarde de ontem, deslocou para o local os meios técnicos e deu inicio aos trabalhos de remoção e limpeza da via, com vista à reposição das condições de circulação com a maior brevidade possível”.

Em causa está o descarrilamento de 5 vagões, no sentido norte-sul, de um comboio carregado de cimento do operador ferroviário Medway. A composição, composta de vagões cisterna carregados de cinza e vagões plataforma com sacos de cimento, iniciou a marcha em Souselas e tinha Sines como destino.

A ocorrência teve impacto no canal ferroviário e via aérea: “no entanto, face à quantidade e dimensão dos materiais acidentados (um total de 10 vagões, alguns deles cisternas carregadas de cimento), os trabalhos revestem-se de elevada complexidade e morosidade não sendo ainda possível adiantar quando se poderão dar por concluídos”.

O descarrilamento “provocou igualmente extensos danos na via e catenária”. As causas do acidente estão por apurar.

Para normalizar a situação a IP fez deslocar para o terreno o comboio socorro. Encontrando-se no local para ajudar na remoção dos destroços, duas gruas, provenientes do Entroncamento, e Contumil.

Da avaliação já realizada pelos técnicos do gestor de infraestrutura no local, adianta: “conclui-se que a desobstrução das vias e intervenção para a reparação dos estragos que permita o restabelecimento da circulação ferroviária, se irá prolongar pela noite de domingo e, pelo menos, durante a manhã de segunda-feira”.

Da ocorrência não há baixas a registar. Os passageiros do serviço ferroviário têm o transbordo assegurado pela CP entre Coimbra e Pampilhosa em autocarros.

Assim, a IP esclarece que a circulação no troço entre Pampilhosa e Coimbra da Linha do Norte, irá manter-se interrompida previsivelmente até ao final da manhã de segunda-feira. No entanto, assim que o canal ferroviário estiver desimpedido e a via ascendente for dada como apta, a circulação poderá ser retomada de forma condicionada em via única.

Nova actualização desta informação será realizada amanhã às 09h00.