free web
stats

Museu Natural da Electricidade acolhe exposição temporária dedicada à Linha da Beira Alta

expo_lba_seiaSituado na margem esquerda do rio Alva, no lugar do Poço Negro, próximo de Senhora do Desterro, povoação da freguesia de São Romão, concelho de Seia, e instalado no antigo edifício da Central Hidroeléctrica da Senhora do Desterro, o Museu Natural da Electricidade, resultante de uma parceria entre a Câmara Municipal de Seia e a EDP, inaugurado no dia 11 de Abril de 2011, assinalou o 6.º aniversário na passada terça-feira [11 de Abril] com a abertura de uma exposição temporária dedicada à linha ferroviária da Beira Alta, que no próximo mês de Agosto completa os 135 anos da sua inauguração.

Ocupando uma sala limitada à área onde anteriormente estavam um tanque de lavar roupa e o tanque que abastecia o primitivo circuito de descarga à terra e integrava o sistema de refrigeração das turbinas, a exposição apresenta uma variedade de objectos e imagens de índole ferroviária, a maioria proveniente do Museu Nacional Ferroviário e do arquivo fotográfico municipal da Figueira da Foz.

João Orlindo Marques, licenciado em História, director do Museu Natural da Electricidade desde a sua fundação, diz no livro «A Casa da Luz… Património Industrial da Senhora do Desterro, Serra da Estrela», de sua autoria, editado pela Câmara Municipal de Seia no âmbito das comemorações dos 100 anos da Empresa Hidroeléctrica da Serra da Estrela, hoje EDP (Energias de Portugal, sucessora da Electricidade de Portugal), que o espaço das exposições temporárias é um precioso auxiliar na prossecução da missão do museu e acrescenta interesse aos visitantes.

De facto, sem esta exposição temporária, que o atraiu por ter sido ferroviário e por ter promovido uma exposição comemorativa dos 130 anos da Linha da Beira Alta, o autor destas linhas não estaria aqui a falar do Museu Natural da Electricidade e ainda nem se teria apercebido da sua riqueza e da enorme importância que exerce na divulgação de aspectos relacionados com o passado da produção de electricidade no sistema hidroeléctrico da Serra da Estrela [...]

A reportagem completa de Lino Dias, mais galeria de imagens, pode ser acedida na plataforma Farol da Nossa Terra.

O museu encontra-se aberto de terça-feira a domingo das 10h às 18h. De Outubro a Março funciona das 10h às 16h. A exposição temporária está patente até até 15 de Março de 2018.