free web
stats

Lousado: Modelismo no dia dos Museus e em festa

O Museu Ferroviário de Lousado, situado na estação da linha do Minho com o mesmo nome, acolhe nos dias 20 e 21 de Maio um fim-de-semana de festa e em grande para o modelismo ferroviário.

Além da magia dos módulos e circulações especiais de comboios à escala do colectivo Módulos Comboios do Norte (MCN), o núcleo do Museu Nacional Ferroviário apresenta uma agenda que contempla modelismo tripulado e actividades culturais para dois dias bem passados.

O motivo da festa e animação insere-se no programa de actividades do espaço preparado para comemorar o Dia Internacional dos Museus e onde o colectivo MCN também colabora.

O dia do Museus assinala-se oficialmente a 18 de Maio, mas este ano calha a uma quinta-feira, um dia de semana, por isso salta para o fim-de-semana.

“Da parte do museu vai haver alguma actividade cultural, com uma exposição e um evento de dança e música, da parte do MCN um encontro de 2 dias com material ibérico a circular pela maqueta”, explicou um dos dinamizadores do colectivo MCN.

No fim-de-semana de modelismo ferroviário, a complementar as marchas das composições Ho, vai haver modelismo tripulado. “… é uma surpresa de última hora … a montagem ao longo do museu de um circuito de 7′ e uma locomotiva CP série 1400″. A locomotiva e o circuito são obra de 2 amigos do grupo – Helder e Alfredo Almeida, refere.

A ideia, adianta, passa por fazer um circuito misto. Um parte em frente à cocheira que deverá acabar em curva já no interior. No entanto esta é uma solução em aberto  que vai depender do estado do tempo. “Se não der vai ser tudo lá dentro, mas só no dia se vai ver ao certo a qual a instalação. No entanto pode até ser no sábado uma coisa e domingo outra, porque as linhas montam-se com relativa facilidade”, remata.

Sobre o enredo deste encontro, o último apresentou como mote as locomotivas 2500/50, o MCN promete trazer para o fim-de-semana comboios de hoje e de ontem, habituais na península ibérica.

Nas circulações não devem faltar as “automotoras 592 para o serviço regional, uma bombardier nas mercadorias, um talgo para fazer um serviço nocturno”. Pelo meio está planificado haver operação de troca de locomotiva em alguns serviços entre Renfe e CP.

“Quanto à operação na maqueta será feita de forma a reproduzir composições reais, com as suas especificidades, prioridade aos passageiros, mercadorias que trocam por exemplo de tracção eléctrica para diesel em determinada estação, etc”.

A outra parte do programa desafia para momentos de animação.

O Grupo de Burlesco do Porto, que actua no domingo às 15h30, adianta sobre si:“As LIONESS são um grupo heterogéneo de mulheres com idades, percursos e interesses diferentes. A dança é a paixão comum, o burlesco o motivo pelo qual se uniram como grupo. Agora, exteriorizam e exploram o prazer pela dança unidas e com curiosidade pelo que o futuro lhes pode trazer”.

A outra proposta, uma exposição, tem como ponto de partida as obras obras de Da Silva Joaquim dentro do conceito “A Grande Arte Do Ferro”. As peças do criador privilegiam o recurso a materiais reciclados, latão, cobre, pregos, redes de ferro, ferro forjado.

A inauguração da exposição temporária está marcada também para domingo, mas às 15h00.