free web
stats

Requalificação da Passagem Inferior Pedonal da Estação de Algés

grafi_algesA Infraestruturas de Portugal, CP Comboios de Portugal e Câmara Municipal de Oeiras, apresentaram esta quarta-feira o novo envolvimento da  passagem inferior pedonal da Estação de Algés, na Linha de Cascais.

A infraestrutura de acesso às plataformas da estação e zona ribeirinha lisboeta, foi alvo de requalificação. As entidades convidaram os artistas de arte urbana Jorge Cordeiro, Pedro Esteves, “Nomen”, “2upla Brunogiao e Lucianosilvantes” a intervirem no espaço.

A opção concorre na preservação dos espaços expostos à prática do graffiti não autorizado, e vandalismo.

Presente na apresentação do espaço renovado José Serrano Gordo, vice-presidente da IP enquadrou a requalificação:

Além de Serrano Gordo, marcaram presença na apresentação Paulo Vistas, presidente da CM de Oeiras, e representantes da União das Freguesias de Algés, Linda-a-Velha e Cruz Quebrada/Dafundo, e da CP.

Artigo completo encontra-se disponível para subscritores.

A intervenção, de acordo com a IP, explora diferentes dimensões e diferentes linguagens numa evocação às vivências do espaço:

·        A “fábrica da mobilidade”, um espaço onde se produz transporte remetendo para um imaginário fabril com segmentos industriais justapostos aos transportes públicos, à ecologia e ao civismo.

·        A “magia da música” espelhando diferentes sensações associadas os instrumentos, ao convívio, à festa e aos festivais, destacando o papel estratégico desta estação enquanto acesso privilegiado a um dos maiores “palcos” de eventos do país.

A acção insere-se na defesa do património ferroviário edificado que tem, nos últimos anos, sido alvo de uma particular forma de vandalização e desvirtuação: os graffitis não autorizados.

A intervenção de requalificação da passagem inferior pedonal da Estação de Algés agora concluída constitui mais um contributo para a preservação e valorização de um património que é de todos e que a todos cabe preservar.