free web
stats

Big Data no modo ferroviário estimulou debate

A Big Data no modo ferroviário foi um dos temas em destaque na hora em que as comunicações se alargaram dos paneis do XIII Congresso da ADFERSIT, à audiência.  A protecção e segurança de dados em Open Data mas também o tratamento e interpretação traduzido em integração, ganhos económicos e de mobilidade deram textura à temática e ao painel “Conectividade e Automação”.

Fechada a sessão, que contou intervenções de produto, matéria prima e filosofia, o ponto de partida disparou na protecção e aproveitamento da informação em bruto.

. Na sessão “Conectividade e Automação” Cardoso dos Reis, quadro da IP, abordou o conceito Big Data no modo ferroviário. No final do painel aproveitamos para saber onde o modo ferroviário pode ser um desafio para as startup’s.
.

“O que é que a Comissão de Protecção de Dados tem a dizer sobre isto tudo”,  avançou Carlos Paz, docente na área dos transportes e logística,  para abrir a sessão à plateia, num pergunta dirigida a Cardoso dos Reis.

Artigo completo encontra-se disponível para subscritores.

Além do quadro IP, integraram o painel “Mobilidade Eléctrica, Autónoma e Partilhada no Grupo Volkswagen” por Miguel Sanches (VW Autoeuropa), e “Mobilidade Inteligente nas Auto-Estradas”, Lara Moura (Brisa).

O XIII Congresso teve lugar na Gulbenkian, em Lisboa, nos dias 13 e 14 de Setembro, subordinado ao tema “Os desafios das novas gerações de Transportes”.