free web
stats

Portugal participou na Railpol em 2016

Em 2016 as forças de segurança portuguesas integraram três dos cinco Grupos de Trabalho da Railpol. Participaram nas reuniões dos Grupos de Trabalho, acompanharam a movimentação de adeptos do Euro 2016 em tempo real, e desenvolveram à escala nacional operações Rail Action Day, lê-se no relatório anual da RailPol que a webrails.tv teve acesso.

Nos Grupos de Trabalho Portugal integrou os temas da “Criminalidade e Migrações Ilegais”, “Contra Terrorismo” e “Análise Estratégica”. O tema “Contra Terrorismo” teve coordenação nacional através da GNR.

. ZOOM

Ao contrário de outros países, onde existem forças de segurança associadas à ferrovia, Portugal divide as competências de segurança e protecção do ambiente ferroviário por duas forças policiais.

Não havendo em Portugal uma policia dedicada à ferrovia, a PSP explicou como se materializa a presença no modo ferroviário:

“Relativamente às ferrovia em Portugal não existe de facto uma polícia especializada como noutros países, sendo que a responsabilidade sobre ocorrências corresponde à responsabilidade territorial da cada força, PSP e GNR, assim em cidades/zonas patrulhadas pela PSP a responsabilidade recai nesta, no restante território nacional cabe à GNR”.

No entanto, e ao encontro da necessidade de abordagem especializada identificada pela Railpol no modo ferroviário, a PSP adianta:

“No Comando Metropolitano de Lisboa existe no entanto uma divisão policial dedicada a transportes públicos (Divisão de Segurança a Transportes Públicos) responsável pela segurança dos utentes”, a divisão tem como foco o metro, autocarros ou comboios.

A representação de Portugal na rede europeia de policias ferroviárias – Railpol – está entregue às forças de segurança PSP e GNR.

.

Artigo completo encontra-se disponível para subscritores.

Os outros grupos assentaram na abordagem de questões associadas à “Ordem Pública” e “Investigação Policiais em Acidente e Incidentes Ferroviários”.

Os 5 Grupos de Trabalho formaram a espinha dorsal da RailPol em 2016. Entre os principais objectivos contam-se a partilha de boas práticas, informações, e a realização operações no terreno, as Rail Action Day (RAD).