free web
stats

Novas carruagens couchettes Wasteels da REE/SUDEXPRESS

Foram comercializadas no inicio da semana as carruagens couchettes Wasteels anunciadas pela REE e SUDEXPRESS. São apresentadas num conjunto de 3 unidades, indivisível, e passam uma impressão extremamente favorável. Pertencem à versão de tecto alto, encomendadas pela SNCF nos anos 60 e estão matriculadas para as épocas IV e V segundo a norma MOROP NEM 810F, de 1971 a 2004.

Aspecto geral muito bom

Aspecto geral muito bom

Estas carruagens circularam na Península Ibérica em várias ligações internacionais, sendo as mais famosas, o Sud Expresso (Lisboa-Paris) e o Puerta del Sol (Madrid-Paris). Mas também circularam noutras ligações, tais como Porto-Irun/Paris, Vigo-Irun/Paris, Paris-Algeciras e outros menos conhecidos ou em circulações especiais de verão ou de emigrantes.

Sudexpresso na Pampilhosa em Novembro de 1993. Atrás da CP 2600, vem a couchette Wasteels, 2 couchettes VU Corail, uma 1ª calsse Sorefame, a cama U-Hansa e o restaurante Grill Express. Foto de Augusto Valadas

Sudexpresso na Pampilhosa em Novembro de 1993. Atrás da CP 2600, vem a couchette Wasteels seguida de 2 couchettes VU CoRail SNCF, uma 1ª classe Sorefame CP, a cama U-Hansa e o restaurante Grill Express da CP.
Foto de Augusto Valadas

No que toca a circulações em Portugal, estas aconteceram entre 1975 e final de 1993, sendo que a partir de 1986 foram substituídas pelas couchettes VU CoRail da SNCF. A partir do final de 1993, não disponho da data exacta, deixaram de vir a Portugal sendo substituídas pelas literas da RENFE. No entanto, entre 1986 e 1993, e após serem substituídas pelas couchettes VU CoRail da SNCF, por vezes, apareciam nas mesmas composições que estas, em períodos de revisão, avarias ou pontas de trafego/procura. Estas carruagens, na sua fase final de circulação em Portugal, foram contemporâneas dos restaurantes Grill Express adquiridos em 1989 pela CP à SNCF, e das carruagens cama U-Hansa adquiridas na mesma altura, estas ultimas substituindo as velhinhas S2U e S3 ex-CIWL em serviço na CP desde 1977, também já prometidas pela SUDEXPRESS.

Matricula UIC

Matricula UIC

O primeiro pormenor de realçar é a matriculação UIC utilizada. Foram utilizadas matriculas que realmente circularam na Península Ibérica, pois todos os números começam por 54.  Este numero, segundo as normas UIC, significa que é um veículo de transporte de passageiros, para bitola ajustável entre os 1435 mm e os 1672 mm, sem ar condicionado. Para a carruagem anunciada mas que ainda não está disponível, e que será vendida à unidade, a matricula anunciada começa por 51, que significa um veículo de transporte de passageiros, de bitola fixa sem ar condicionado. Creio que este modelo não representará nenhuma carruagem que realmente tenha circulado na Península Ibérica, mas sim, terá pertencido ao lote que circulou apenas nos países da bitola europeia, 1435 mm, especialmente Bélgica e Itália porque não tenho conhecimento de nenhuma carruagem deste tipo que tenha circulado apenas na Península Ibérica, sem cruzar os Pirenéus para França. Caso esta situação tenha existido, não consta em nenhuma documentação a que tenha tido acesso.

O bugie tipo P ou Y16

O bugie tipo P ou Y16

O segundo pormenor, o bugie utilizado é de facto um bugie tipo P ou Y16, que era exclusivo da vintena de carruagens deste tipo afectas à Wasteels. Todas as outras couchettes da família UIC-Y da SNCF usaram o bugie Y24.

Logo de classe CoRail

Logo de classe CoRail

O terceiro pormenor, tem a marcação CoRail para a classe, o que limita a utilização destas carruagens após 1980, altura em que passaram a exibir este tipo de logo. Anteriormente utilizaram a marcação simples, como pode ser vista nos modelos da ROCO, que saíram nos anos 90, mas que a REE/SUDEXPRESS ainda não anunciaram.

A reprodução fiel do interior do compartimento

A reprodução fiel do interior do compartimento

O quarto pormenor, construtivo, de realçar o detalhe interior, bastante completo reproduzindo o ambiente austero que estas carruagens tinham na realidade, assim como a reprodução do compartimento de serviço. Outra melhoria é a junta entre o tejadilho e o corpo da carruagem, está bastante melhor que em produções anteriores da REE. Igualmente boa notícia neste subtema, é que são fornecidas várias caixas NEM para engates, 3 tipos para ser exacto, permitindo a adaptação ao tipo de curva que o modelista utiliza no seu layout, desde curvas menos acentuadas em que as carruagens circularão juntas, às mais cerradas, em que a carruagens circularão com algum espaço entre elas.

Reprodução do compartimento de serviço

Reprodução do compartimento de serviço

O quinto pormenor, o preço é justo para este tipo de carruagem, com o detalhe que podem observar nas imagens, mas infelizmente a opção por um conjunto de 3 unidades e não 2 ou mesmo isoladas, poderá ser um obstáculo à aquisição pelos modelistas nacionais. Esta tendência tem sido seguida pelas diversas marcas europeias.

No entanto, do ponto de vista modelístico, é mais um contributo importante para que se possam reproduzir cada vez melhor os nossos comboios. No que toca ao Sudexpresso, ficam-nos a faltar a carruagem U-Hansa, as ex-CIWL e as várias Sorefame. As duas ultimas poderão estar no horizonte próximo, já que fora anunciadas pela SUDEXPRESS. Aguardemos e incentivemos os fabricantes nacionais a reproduzirem os modelos por que tanto ansiamos.