free web
stats

Medway colabora no transporte de material circulante para o MNF

Medway_SedeNo Entroncamento o operador ferroviário de mercadorias Medway movimentou duas automotoras abatidas ao serviço comercial para a área do Museu Nacional Ferroviário (MNF) na noite de 9 para 10 de Dezembro.

A operação recorreu aos serviços de uma locomotiva 1400 e respectivo maquinista, cedidos a título gratuito pela Medway, informou a empresa.

Na ocasião foram movimentados do parque oficinal da EMEF para o espaço do Museu uma Unidade Tripla Eléctrica (UTE) e uma Unidade Tripa Diesel (UTD).

Sobre a operação a Medway explicou: “foi solicitado pelo Museu Nacional Ferroviário que efectuássemos a movimentação de duas automotoras (UTE e UTD) do parque oficinal do Entroncamento para as Instalações do Museu”.

“A Medway solicitou à EMEF, ao Museu e à IP que adaptassem o material que ia ser movimentado, garantindo que o mesmo oferecia a segurança necessária para os referidos movimentos”.

“Após confirmação que estavam reunidas as condições de segurança para a movimentação do material, agendou-se a referida operação, que se iniciou às 22h00 de sábado e terminou às 00h30 com o resguardo do material na parte Norte do Museu”.

O transporte especial, informou ainda o operador: “exigiu-nos a máxima atenção no sentido de garantir que veículos a rebocar se encontravam em condições de segurança, atendendo aos movimentos que iríamos efectuar”.

O operador ferroviário de mercadorias, entidade equiparadas a Fundador da FMNF desde 2016, disponibilizou para o transporte e manobra uma locomotiva da série 1400 e um Maquinista a título gratuito.

A movimentação, locomotiva mais duas automotoras, ocorreu entre o parque oficinal da EMEF e e área reservada do MNF no Entroncamento. A linha do Norte separa as duas zonas.

A UTE 2057, duas unidades motoras e um reboque, ficou estacionada junto à Nohab do lado da estação. A UTD, unidades 655 motora, 625 reboque, e 661 motora, atrás da rotundo no lado norte da triagem do Entroncamento.

As automotoras, construídas na Sorefame, têm com destino integrar a colecção do MNF. A webrails.tv questionou também Jaime Ramos, presidente da FMNF, entre outros aspectos, sobre quais os projectos para este material mas não obteve resposta.