free web
stats

Concessão do Terminal Ferroviário da Guarda com sinal verde

terminalGuarda

img: Google – Vista do Terminal Ferroviário da Guarda

A Infraestrutura de Portugal (IP) planeia concessionar o terminal ferroviário da Guarda. O processo deverá ser lançado até Fevereiro e já conta com vários interessados, adianta a publicação Transportes em Revista.

Na actualidade o terminal ferroviário situado no PK 206,337 da Linha da Beira Alta comporta 3 zonas autónomas, e é servido por vias com cerca de 150 metros.

O terminal ocupa uma área de 2,8ha, e de acordo com a publicação especializada apresenta “capacidade máxima de parqueamento de cerca de 400 TEU´s”.

Em informação IP sobre o equipamento o espaço surge dividido por 3 áreas distintas. Duas estão aptas a exploração (2,1ha) e uma terceira (0,7ha) servida por um tapete para transporte de inertes. As duas primeiras, uma esta pavimentada com laje de betão, uma via embutida e outra adjacente. A outra está preparada para a carga e descarga de inertes com uma via adjacente.

A Medway, em abordagem recente sobre o equipamento, afirmou que as linhas do terminal são curtas. Do ponto de vista da empresa de transporte ferroviário de mercadorias os 150 metros vão obrigar o operador que explore o terminal a manobrar para partir os comboios. Comboios que na rede nacional oscilam entre os 250 e os 500 metros de comprimento.

Mas, na mesma intervenção, não deixou de referir que existem exemplos, plataforma de Cacia em Aveiro, onde um comboio por semana fez a diferença para o terminal crescer. Algo que a empresa acredita se pode replicar na Guarda com um comboio por semana que agregue, ao longo desse tempo, carga da região.

Por seu turno, para a Takargo, neste tipo de cenários a prioridade passa por oferecer soluções de transporte e fazer mais comboios. Mas não descarta estar atenta se existir uma boa oportunidade, pode ser ponderada.

Além da Guarda a revista especializada na área do transportes refere, citando a IP, que «dando sequência à estratégia de concessão de exploração dos diferentes espaços, está previsto o lançamento de outras concessões no decorrer do presente ano».

Entretanto está em curso o concurso para concessão, por 5 anos com limite de duas renovações anuais, o terminal norte do complexo ferroviário de mercadorias da Bobadela.