free web
stats

CP liberta alguns dados de 2017 no posicionamento ao cliente

Dados da CP Comboios de Portugal apontam para um crescimento na oferta Intra_Rail, e revelam a influência dos pacotes de mobilidade nas linhas urbanas de Lisboa.

Em 2017 a procura do produto Intra_Rail teve um crescimento de 24% no volume de vendas e de 28% na receita.  Segundo o incumbente venderam-se 1575 bilhetes e a receita andou pelos 164 mil euros.

“A sazonalidade do produto é assumidamente marcada no período de verão, entre junho e agosto, sendo o pico de vendas atingido no mês de julho”, explica a empresa para enquadrar a proposta associada ao turismo nacional.

O produto, criado pela CP e pela Movijovem em 2006, “combina a realização de viagens em toda a rede CP, nos comboios Intercidades (2.ª classe), InterRegionais, Regionais e Urbanos de Lisboa, Porto e Coimbra e o alojamento na rede nacional das Pousadas de Juventude e está disponível nas versões Xcape e Xplore”.

O Intra_Rail Xplore com Cartão Jovem foi a categoria que mais vendeu, com 943 unidades, num aumento de cerca de 60% e está disponível por 127€ na versão com Cartão Jovem e por 146€ na versão sem Cartão Jovem. A modalidade Xcape é vendida por 58€, com desconto e 64€, sem desconto.

No ano passado a CP foi responsável por mais de metade das vendas do Intra_Rail.

Por outro lado, a aposta onde o operador, em consequência do alargamento da área de influência das estações de caminho-de-ferro, procura fomentar a utilização do comboio, captando novos clientes para o modo de transporte, também se revelou positiva:

Adianta: “Os resultados de venda do complemento de estacionamento ao passe mensal de comboio foram bastante positivos em 2017. Foram vendidas 718 assinaturas de estacionamento na Linha de Sintra, com destaque para o parque de estacionamento da Portela de Sintra (317 lugares). Na Linha de Cascais venderam-se 352 complementos de estacionamento, sendo o parque de Carcavelos o mais utilizado”.

Os pacotes de mobilidade nos Urbanos de Lisboa têm como objectivo de proporcionar melhor mobilidade aos utentes dos transportes públicos.

Nesse sentido, adianta a empresa, “a CP estabeleceu protocolos com as Câmaras Municipais de Sintra e de Cascais e a Scotturb, para a implementação de pacotes de mobilidade com vários modos de transporte: comboio, autocarro, automóvel e bicicleta”.

Em Janeiro de 2017, foram também criados pacotes de mobilidade (MOBI), na Linha de Cascais, com o objectivo de reforçar a intermodalidade, tendo sido vendidos mais de 3.000 pacotes ao longo de 2017.