free web
stats

Greve na IP de dia 12 com serviços mínimos

sigIPadfersit_00O acórdão do Tribunal Arbitral (TA), reunido sexta-feira, decretou a realização de serviços mínimos na greve do Grupo IP agendada para 12 de Março, segunda-feira.

No modo ferroviário a decisão diz que a IP deverá assegurar 25% das circulações ferroviárias de passageiros.

Sindicatos e empresa Infraestruturas de Portugal procuraram chegar a acordo este sábado, mas não houve entendimento. A reunião confirmou o pré-aviso de greve para dia 12 Março, segunda-feira.

Entretanto, em acórdão, o TA definiu que os 13 sindicatos subscritores terão de assegurar canal horário que permita a circulação de 25% do transporte ferroviário de passageiros.

A decisão remete para os serviços urbano de Lisboa, Porte e Coimbra, regional, longo curso e internacional.

Nos comboios de mercadorias a decisão refere que o transporte de mercadorias perigosas/ inflamáveis, deve ser assegurado.

As marchas iniciadas, esclarece ainda, devem chegar ao destino, onde deverão ser parqueadas no lugar apropriado e em segurança.

Na linha da frente da paralisação está o impasse na negociação de “aumento Intercalar dos salários” exigido pelas organizações sindicais subscritoras.

Entretanto a empresa de transporte ferroviário CP informa que prevê “fortes perturbações na circulação a 12 de Março” e adianta que não haverá lugar a transportes alternativos.

Os serviços mínimos CP pode ser consultados AQUI e da Fertagus AQUI .