free web
stats

Circulação na linha do Douro suspensa

[ACTUALIZAÇÃO 21.03.2018 - 09h22] Na sequência do descarrilamento que ontem teve lugar na Linha do Douro, e que obrigou à suspensão da circulação ferroviária no troço Régua – Pinhão, a Infraestruturas de Portugal mobilizou para o local todos os meios disponíveis.

Após o carrilamento do comboio e a sua retirada do local vão continuar a decorrer trabalhos de consolidação da barreira, que pela sua complexidade não puderam ser executados no período nocturno.

O troço entre Régua e Pinhão que se encontra interdito à circulação de comboios vai ser aberto temporariamente para permitir a passagem de uma composição que irá assegurar o serviço de passageiros no troço entre o Pinhão e Pocinho e vice-versa.

A CP vai continuar a assegurar o transbordo rodoviário aos passageiros entre a Régua e o Pinhão.

[20.03.2018 - 11h37] A circulação de comboios no troço Régua – Pinhão da linha do Douro encontra-se suspensa. O descarrilamento de um comboio de passageiros entre o Pinhão e Covelinhas está na origem do corte.

A ocorrência registou-se, de acordo com a Infraestruturas de Portugal, pelas 08h20 quando um “comboio de passageiros, do operador CP, descarrilou parcialmente na Linha do Douro, entre o Pinhão e Covelinhas”, derivado a um deslizamento de terras.

Na sequência do sucedido, onde não houve feridos a registar, a IP informa que “mobilizou de imediato todos os meios para o local no sentido de ser desencadeado o processo de carrilamento. A CP está a assegurar o transbordo rodoviário aos passageiros”.

Em resultado do descarrilamento provocado pelo deslizamento de terras a circulação foi suspensa no troço Régua – Pinhão.

Na origem, avança a IP, esteve a queda de pedras sobre a via-férrea, decorrente das intempéries que se têm feito sentir nas últimas semanas.

Entretanto, adianta: “Não se tendo registado danos na infraestrutura ferroviária, prevendo-se o restabelecimento da mesma após o carrilamento dos bogies, sendo certo que tal só acontecerá quando estiverem garantidos todos os requisitos de segurança”.