free web
stats

Carlos Nogueira assume presidência interina da FMNF

carlos-nogueiraO presidente do Conselho de Administração da CP, Carlos Gomes Nogueira, assumiu a presidência interina da Fundação Museu Nacional Ferroviário (FMNF).

O facto foi tornado público esta terça-feira mas o despacho de nomeação produziu efeito a partir de 28 de Fevereiro.

O anuncio da nomeação vem preencher o vazio deixado pela saída do anterior presidente. Jaime Ramos, mais de um ano depois de ter terminado o mandato, pediu demissão do cargo.

Um pedido que surgiu no final de 2017, poucos dias depois de se ter afirmado motivado para continuar com o suporte da Secretária de Estado do Planeamento e das Infraestruturas.

Outro dado relevante no enredo, e que vai ao encontro da qualidade da actual nomeação, passou pela falta de interesse dos perfis sondados para a função.

Ser um projecto sem tesouraria ou a fraca visibilidade do cargo para projecção, podem ter ajudado à falta de interesse.

O despacho, indica o documento que a webrails.tv teve acesso, foi publicado em Diário da República no passado dia 16 de Fevereiro, para entrar em vigor a 28 do mesmo mês.

Refere o documento sobre a nomeação: “É designado o Dr. Carlos Nogueira como presidente interino do conselho de administração da Fundação Museu Nacional Ferroviário Armando Ginestal Machado, em acumulação e por inerência às funções que exerce no conselho de administração da CP – Comboios de Portugal, E.P.E., sem remuneração adicional”.

A solução de transição resulta da designação, por “despacho conjunto dos membros do Governo responsáveis pelas áreas das obras públicas, transportes e comunicações e da cultura”, o Ministro da Cultura, Luís Filipe Mendes, e o Secretário de Estado do Planeamento e Infraestruturas, Guilherme Oliveira Martins.

A propósito da nomeação de recurso para a FMNF, questionados dois contactos habituais, a opinião foi distinta.

Dividiu-se entre serem os presidentes IP, CP e Município do Entroncamento a assumirem a função de forma rotativa, em acumulação. Por isso a aposta foi vista de forma positiva.

A outra leitura, mostrou-se expectante, no entanto preferia que a opção tivesse por base uma solução definitiva. Até porque tempo para essa opção não faltou.

No modo ferroviário Carlos Nogueira tem acesso a dimensões relevantes, como exploração e manutenção, enquanto presidente do grupo CP.

Resta saber se esse acesso terá alguma vantagem e irá permitir capacitar o Museu Nacional Ferroviário de operação ferroviária cultural e turística.