free web
stats

Medway abate vagões para sucata no Entroncamento

medway_vagDeu inicio esta segunda-feira no Entroncamento um abate de vagões do parque de material circulante da Medway.

No sector fala-se de vagões porta-automóveis, vagões transporte de cereais e balastro, num lote que ronda os 160 veículos.

Trata-se material que estava encostado e segundo o regulamento já não pode circular.

As unidades, movimentadas recentemente da região de Coruche em marchas especiais para o Entroncamento, estavam resguardadas num ramal privado (DAI) da linha de Vendas Novas.

Ramal que, dias depois do transporte, viu a agulha de ligação à rede geral removida pela IP.

A webrails.tv apurou ainda que alienação para reciclagem resulta do envio convites a sucateiros. Responderam 5 e a escolha da Medway recaiu na RSA – RECICLAGEM DE SUCATAS ABRANTINA.

Em nota recebida, a Medway não avança um número mas confirma o abate e adianta as razões associadas à alienação dos veículos para reciclagem.

“O lote contempla vagões porta-automóveis que já não permitem o transporte dos veículos actuais tendo presente o aumento das suas dimensões, vagões balastreiros com tecnologia ultrapassada em termos de segurança e vagões de transporte de cereal sem qualquer potencial de utilização no longo prazo, parqueados e a longo prazo com custos de estacionamento associados”.

Mexida na frota onde assinala que “tem vindo a realizar investimentos consideráveis, incluindo em material circulante – como foi o caso das EURO 4000 – sendo a evolução da frota uma realidade de qualquer Operador”.

Por outro lado adianta, no lote em abate, que as peças válidas estão a ser recolhidas para reutilização. “À semelhança de processos anteriores, também este é pautado pela exigência dos requisitos ambientais e de valorização dos resíduos resultantes, bem como da recuperabilidade de componentes que possam ser utilizados noutras séries”.