free web
stats

Armazém da estação VRSA arde

IMG: André Sousa

IMG: André Sousa

Ardeu na tarde de segunda-feira um antigo armazém da estação de Vila Real de Santo António (VRSA). O edifico que já não estava ao serviço albergava veículos de época.

O incêndio deflagrou pelas 17h30. De acordo com a imprensa regional o alerta foi dado ao 112 por um automobilista pouco tempo depois.

Cerca de uma hora, pelas 18h27, o incêndio era dado como controlado, e tinha inicio a fase de rescaldo.

As chamas consumiram o interior do armazém e levam ao abatimento do telhado.

Em declarações à imprensa local, terminado o rescaldo, o comandante dos Bombeiros VRSA não adiantou causa para o incêndio.

Contacto ferroviário refere, sobre o armazém e o que estava no interior, que o edifício em causa “estava meio abandonado” e já por várias vezes tinha sido arrombado.

Não confirmou, ao nível do material circulante, a presença de locomotivas, mas falou em veículos como um guindaste uma cisterna e várias carruagens de época em madeira. Material apontado como em mau estado de conservação.

Imagens de um video disponível online dizem isso mesmo. Cinco carruagens, uma com indicação para “Museu” visível, dois guindastes, um vagão cisterna e um leito.

Entre o material que a  webrails.tv conseguiu apurar encontrava-se no espaço uma carruagem construída nas oficinas da Beira Alta na Figueira da Foz, em 1927, C (??) 2235.

Veículos com indicação para “Museu”. A carruagem com designação “CTF 390″, e um conjunto de vagão “kkl mmo” (26 94 3271 135 – 7) e guindaste (26 942 7 001 – 1).

Mais um vagão cisterna (41 94 700 016 – 7), por apurar estão duas carruagens e um leito.

Estiveram no terreno 38 operacionais apoiados por 17 viaturas. Não há vítimas a registar.