free web
stats

Guillermo Fernández Vara espera ver passageiros no corredor sul

O presidente da Junta da Extremadura espanhola, Guillermo Fernández Vara, acredita que o corredor Sul irá contemplar o transporte de passageiros entre Portugal e Espanha.

Embora a visão do Governo português para o corredor se centre nas mercadorias, para o politico espanhol, em declarações à Agência Lusa esta quarta-feira, não há “qualquer dúvida” de que o transporte de passageiro “chegará” à nova linha.

O corredor, no quadro do Plano Ferrovia 2020, tem como objectivo encurtar o eixo ferroviário de mercadorias entre Sines/Setúbal/Lisboa e Madrid. A entrada ao serviço vai encurtar o percurso da carga até à fronteira, em Badajoz.

No entanto, para o presidente do governo regional da Extremadura espanhola, “quando se faz uma ferrovia numa plataforma, podem circular aí mercadorias ou pessoas”, por isso, “haverá passageiros, seguramente” defendeu.

O lançamento das obras no Corredor Sul, segundo Guillermo Fernández Vara,  foi “uma das melhores notícias da legislatura” portuguesa.

A posição acaba por não ter impacto do lado português, não só por o corredor previligiar a carga, mas por Portugal não tem comboios para essa exploração.

As declarações do governante foram proferida à margem do III Plenário da euro região EUROACE, que junta as regiões portuguesas do Alentejo e Centro e a espanhola da Extremadura.

Artigo completo encontra-se disponível para subscritores.