free web
stats

Supressão de comboios chega à linha de Sintra

A supressão de comboios na linha de Sintra está a assumir-se como regular. A situação já não afecta só o material diesel regional também se sente no material eléctrico que serve as linha suburbanas de Lisboa.

A falta de comboios vem na sequência avarias e da ida à oficina e que acabam ficar. Depois há a falta de peças. Os primeiros comboios da manhã, geralmente aqueles com menos ocupação, são os primeiros a deixar passageiros em terra. A serie 2300 surge como a mais afectada.

Outra das questões que se soma à falta de peças é a falta de técnicos na EMEF. A saída de quadros tem sido avultada, com perda de conhecimento, e a contratação de novos técnicos carece de autorização.

O suprimir de comboios acaba por ser o tubo escape para uma situação extrema que se vive no sector da manutenção estimulada pela Tutela.

Na semana passada houve supressão de comboio diária na linha de Sintra. De acordo com um documento das CT’s do sector na região de Lisboa estão encostadas, pelo menos, oito composições.

Porque, referem, ou não há peças ou servem como reservatório de peças para outras unidades da série. Para esse filme integram o elenco duas unidades de 2 pisos e 6 da serie 2300/2400.