free web
stats

CEC assinala 29 primaveras com passeio a Tomar

cec_29Tomar 03O Clube de Entusiastas dos Caminhos de Ferro (CEC) assinalou 29 primaveras no passado dia 30 de Junho com um passeio de comboio a Tomar.

A saída ferroviária e almoço de aniversário juntou mais de 3 dezenas de membros e amigos da associação de mote ferroviário.

Numa altura em que a ferrovia não tem para oferecer algo novo ao nível do material circulante, ou de viagem para os aficionados do modo de transporte, o encontro valeu pelo convívio fora da sede e reencontro de elementos que a proposta de passeio promoveu e fomentou.

Além do espaço livre para ir ao encontro da cidade Tomar, marcaram o dia as conversas cruzadas da viagem, a visita ao Museu do Fósforo e o almoço convívio onde se sopraram as velas de aniversário dos 29 anos que o Clube celebra em 2018.

cec_29Tomar 02A tarefa de apagar as velas ocorreu no final do almoço e esteve a cargo do sr. Valdemar, sócio número um da associação.

Poucos minutos depois José Pinheiro, presidente do CEC, interveio. Lembrou os associados presente para a necessidade de se mobilizarem para construírem uma nova direcção.

Falou também do dinâmica do grupo de modelismo, por causa iniciativas que promove, da presença na FERMODEL, e das pessoas que visitam a sede.

A passagem pelo Museu do Fósforo, a poucos metros da estação, deu-se antes do almoço. Mais de 60 mil caixas de fósforos de 127 países, de vários tamanho e feitos, numa aventura que começou no inicio da década de 1950.

No relato introdutório foi explicado que o espólio que compõe o Museu foi doado ao Município de Tomar em 1980 por Aquiles da Mota Lima. A génese da colecção está uma visita a Inglaterra.

Foi na deslocação a Londres, para assistir à coroação da Rainha Isabel II, que Aquiles da Mota Lima se interessou pela temática e começou alimentar uma rede de trocas que deu consistência à colecção.

cec_29Tomar 01No acervo exposto não faltam comboios portugueses e estrangeiros.

Mas nesse aspecto o material nacional esteve em destaque. Até porque houve uma época em que o material promocional da ferrovia apostava em vários formatos para chegar aos potenciais clientes. As caixas de fósforos era um deles.

A viagem, tanto na ida como no regresso, andou à volta de comboios, e outros temas. Da temática ferroviária falou-se, por exemplo, da falta de material no Oeste, e onde o sentimento já não é os comboios serem bons ou maus, mas haver comboios.

Para o programa do dia de festa associativa do CEC, para quem seguiu de Lisboa, a jornada começou às 09h45, comboio 4411, regional com destino a Tomar.

O regresso teve lugar no 4430 que partiu da cidade dos Templários às 17h11. O material circulante protagonista foi a série 2240, composições titulares nesse serviço.