free web
stats

285ME para a mobilidade urbana sustentável

Dos 546 milhões de euros que o Governo prevê alocar à expansão dos metros de Lisboa e Porto, ferrovia de Cascais e sistema de mobilidade do Mondego, 285 milhões de euros vão estar em jogo esta semana.

O Governo desloca-se por estes dias a Bruxelas para levar à Comissão Europeia a reprogramação do Portugal 2020, no sentido de obter “luz verde”.

O valor da reprogramação, para reforçar o modo ferroviário pesado e ligeiro de passageiros e a mobilidade na região de Coimbra, ronda os 285 milhões de euros.

Esse dinheiro do Portugal 2020, diz a edição em papel do Expresso, “financiará parte dos 546 milhões de euros que o Governo planeia investir na expansão dos metros do Porto e Lisboa, na modernização da linha de Cascais, e no chamado sistema de mobilidade do Mondego”.

Entre financiamento europeu e banca o Governo português conta alocar 2930 milhões de euros à reprogramação do Portugal 2020. Para além da ferrovia e da mobilidade, na bagagem para o encontro com a Comissão estaram outros incentivos.

Apoios aos empresários e às empresas, território e equipamentos sociais, formação e qualificação profissional, mobilidade urbana sustentável ( onde se encaixa a ferrovia ), emprego e inovação, estão entre as áreas a apoiar com incentivos.